Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dinamarca 2 Portugal 3

por Antero, em 13.06.12

Primeira parte positiva de Portugal: entrou a medo, virou o controlo do jogo, marcou dois golos (um deles de Postiga!!!!!) e recuou como é apanágio das equipas de Paulo Bento e... mamou com um golo como é apanágio das equipas de Paulo Bento. Segunda parte sofrível da Seleção, a roçar o anedótico: ninguém se entendia, foi só bombear bolas, recuar e sofrer muito. Ainda assim as melhores oportunidades até pertenceram a Portugal e Ronaldo falhou inacreditavelmente um golo cantado. Golo da Dinamarca logo a seguir e quando o empate já seria um mal menor, eis que aparece Varela a falhar o domínio, mas a acertar à segunda e garantir três preciosos e sofridos pontos que, a bem da verdade, Portugal viu-se e desejou-se sem necessidade nenhuma para os arrecadar.

 

Se no texto anterior referi que não podemos esperar o Ronaldo de Madrid visto que a Seleção não é o Real Madrid, hoje dou a cara à chapada e retiro o que disse. Em mais um jogo infeliz de um dos melhores jogadores do Mundo, Ronaldo só desiludiu aqueles que não prestam (ou não querem prestar) atenção ao que tem sido o seu percurso de quinas ao peito. As (poucas) esperanças lusas recaem sobre os seus ombros do seu melhor jogador, algo perfeitamente natural e legítimo. O que já não é tão natural é que Ronaldo corresponda tão pouco e tenha uma atitude tão apática em campo – o que contrasta com a sua influência no colosso espanhol. Não temos um coletivo forte, mas temos um jogador capaz de fazer a diferença e que vem embalado por uma das suas melhores épocas de sempre. Sem Ronaldo na sua melhor forma (física e principalmente mental), é praticamente impossível que Portugal faça um brilharete.

 

Paulo Bento repetiu o onze e os resultados foram irregulares. Se o ataque desenhou boas jogadas e o meio campo (até ao segundo golo) soube controlar as operações, a defesa cometeu erros infantis (embora Pepe tenha sido o melhor em campo) e o selecionador deixou Coentrão com dois jogadores sozinhos pela frente. Já que é para defender e ser conservador, por que não ousar um pouco e substituir Ronaldo? Ah, já sei... patrocícios e tal...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03

A final "menos" desejada

por Antero, em 19.05.12

 

Quem diria? Numa época em que o foco da maioria das discussões futebolísticas passavam por memoráveis duelos entre Real Madrid e Barcelona, a final da competição de clubes do Velho Continente é disputada entre o vice-campeão alemão e o sexto classificado da Premier League. E o que fizeram estas? Somente eliminaram as duas melhores equipas da atualidade, aquelas que caprichosamente toda a gente esperava ver no derradeiro jogo em Munique. Com muita sorte (no caso do Chelsea) e muito brio (o Real nunca pareceu superior ao Bayern nos dois jogos), ambas as equipas chegam a este ponto depois de uma época dececionante a nível interno, diria desastrosa para o Chelsea apesar de ter vencido a Taça de Inglaterra, fazendo valer a tradição de que não há campeões europeus seguidos desde que a prova mudou de formato em 1991/92.

 

[Atualização 20/05/2012, 03h35]

Um campeão europeu que sobreviveu a tudo: a uma aposta falhada num treinador em ascensão; a uma eliminatória que parecia perdida em Itália e recuperada em casa num jogo espetacular; contra um trabalhador Benfica e onde não convenceu ninguém; a uma meia-final com o super-Barcelona que aparentava estar perdida à partida; contra um fortíssimo Bayern a jogar em casa e uma equipa recheada de baixas. O Chelsea é o novo campeão europeu contra todas as previsões, mesmo as mais otimistas. Fez o jogo esperado: defendeu até ao limite das forças, atacou pouco e pela certa, jogou com as suas limitações e teve um coração e uma sorte enormes. A partida só ganhou emoção nos últimos 10 minutos e no prolongamento: até lá, só a aselhice dos alemães e o acerto defensivo dos londrinos foi mantendo o Chelsea agarrado ao troféu. E, no final, tudo isso compensou. Após uma época aos trambolhões, o Chelsea encontra a glória numa Liga dos Campeões repleta de emoções e surpresas, relegando o Bayern à desilusão da equipa que lutou até ao limite das suas forças sem sucesso – e ainda por cima como anfitrião.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:59

 

Há uns meses atrás, o Chelsea liderava folgadamente a Premier League enquanto o Manchester United perdia pontos atrás de pontos. Falava-se do pior Manchester dos últimos anos, da ausência de Cristiano Ronaldo e que Alex Ferguson estaria mais preocupado com a sucessão do que em reconstruir uma nova equipa. O bom e velho Fergie puxou dos galões, deu coesão à defesa, fez explodir Rooney, desatou a acelerar para a liderança do campeonato ao mesmo tempo que o Chelsea colapsava inexplicavelmente e só não fez esquecer Ronaldo por que... bem... é o Ronaldo. E por que trago à memória o "pior" Manchester da época? Por que no jogo desta noite, onde United e Barcelona almejavam a quarta Taça de Campeões Europeus, e por largos momentos, a equipa de Pep Guardiola reduziu o adversário ao "pior" da época, quando muitos (entre eles, eu) afirmavam que dificilmente Ferguson seria campeão com esta equipa.

 

Claro que não há vergonha nenhuma perder para este Barcelona, um autêntico carrossel que, bem oleado, não dá hipóteses a ninguém. Os jogadores do United entraram sem medo, mas logo os catalães os meteram em sentido e apontaram flechas à baliza de Van der Sar. Uma primeira parte bem disputada e digna da partida máxima do futebol europeu valeu um golo para cada lado, com o Manchester a apostar em contra-ataques mortíferos e o Barcelona empenhado a encostá-los às cordas. Na segunda parte, foi o verdadeiro festival blaugrana e nunca os reds ameaçaram efectivamente o golo, sendo que do meio-campo para trás foi o pânico total a cada investida de Messi, Pedro, Iniesta e David Villa. Voltando ao "pior" Manchester, o que antes parecia incompetência e altivez, hoje foi mesmo inferioridade. Ferguson merece todo o crédito do Mundo pelo que já fez (e ainda fará) pelo United, mas este Barcelona não é deste Mundo. É uma equipa a roçar a perfeição!

 

Uma palavra final para o futebol dos catalães: quer-me parecer que o mesmo parou no tempo e não afirmo isto como uma crítica. Com os seus jogadores formados na casa ou que já lá estão há muito tempo, logo em sintonia com a cultura do clube, um treinador para vários anos e conquistas sucessivas, um futebol de encher o olho e que fala à essência do mesmo como espectáculo de massas, este Barcelona parece descendente directo de gerações que nos deram Real Madrid, Benfica, Ajax, Bayern Munique ou Liverpool: equipas que, a determinada altura, dominaram a Europa a seu bel-prazer, com duelos memoráveis, impunham respeito onde quer que fossem, eram o paradigma do glamour futebolístico e que, além de terem a história factual do seu lado, levam consigo o estatuto de lendas. A equipa de Guardiola caminha a passos largos para isso, algo notável para um futebol comandado por interesses económicos – e a nós, meros espectadores, só nos resta sentar e admirar a magia que emana dos pés de Messi, Xavi, Iniesta, Villa e restantes companheiros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21

O jogo do ano

por Antero, em 27.05.09

 

Acima de tudo espero (eu e toda a gente) que seja um jogo espectacular. Ainda assim, aposto num 2-1 para o Barcelona. Acho que as duas equipas se vão anular mutuamente, mas quem tem Messi, Iniesta, Eto'o e Henry não tem nada a temer. Excepto as frangalhadas de Valdés...

 

Mais palpites?


[Actualização 23h07]

 

O jogo não teve muita história: o Manchester United mostrou em exactos 9 minutos que é uma grande equipa. Depois o Barcelona marcou e nunca mais largou o controlo do jogo. Que banho de bola levou o United, com uns fogachos aqui e ali, mas nada que ameaçasse a superioridade Espanhola. Dos jogadores que enunciei lá em cima acrescentem Xavi: que classe! Lá teve de ficar o Ronaldo a chuchar no dedo (ok, ele até foi dos melhorzinhos, Rooney e a defesa é que estiveram irreconhecíveis). O Barcelona acaba por confirmar as minhas previsões desde o início da época: este ano iam limpar tudo com aquela máquina imparável. E limparam. Liga, Taça e Champions. Goleadas atrás de goleadas. 6-2 no Bernabéu. Fenomenal!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Actualidades #5

por Antero, em 16.09.08

GALP e o preço dos combustíveis

Chulice. Não me ocorre melhor palavra para a atitude da GALP: o preço do petróleo baixa a cada dia, mas baixar os preços tabulados nem pensar. Pelo menos, não imediatamente. Quando subir, podemos esperar um acréscimo logo no dia seguinte. E já inventaram mil e uma desculpas para fugir com o rabo à seringa: são os assaltos aos postos de abastecimento (embora não conste que alguém tenha levado combustível), é o preço do crude que baixa em dólares e não se reflecte no euro (sem comentários...), até queriam aumentar o preço durante a noite por causa da insegurança. E o Governo assobia para o lado.

 

Cultos religiosos

Em tempos de crise, o povo vira-se para qualquer coisa que lhe dê esperança. Isto porque, pelo menos aqui em Espinho, têm-se multiplicado como coelhos as igrejas "alternativas". São já umas cinco ou seis. Todas diferentes, cada uma oferece um perspectiva distinta e uma oportunidade de acabar com os problemas de cada um (dizem eles). O dízimo é que não pode faltar, pois claro. Há uma que acho um piadão: chama-se Lions qualquer coisa e o slogan diz "a Igreja que tem cara de Leão" (devem ser adeptos do Sporting). Meus amigos, com um slogan assim, que vos leva a sério? O pior é que o Cine-Teatro S. Pedro cá da cidade estava parado há muitos anos e, recentemente, foi vendido a uma dessas igrejas. E o caldo entornou, porque esse espaço faz parte do erário público e não pode ser simplesmente vendido a um privado. Agora é ver a Câmara e a Junta a passar a batata quente para apurar responsabilidades, mas que lhes sirva de lição para não deixarem um espaço cultural em boas condições ao abandono. Espinhenses, uni-vos e formai uma comunidade tipo os Amigos do Coliseu (lembram-se?) e ajudai a salvar o Pedrinho das garras de Satanás (ok, exagerei um pouco agora).

 

Liga dos Campeões

Começa hoje a grande competição europeia. Digam o que disserem, a Liga dos Campeões tem outro perfume em relação às restantes competições de clubes (apesar de eu ser mais Taça dos Campeões Europeus). Será que o Sporting vai ajudar à crise do Barcelona? Ou como bons hóspedes, ajudarão a reconciliar os catalães com os adeptos? Será que é desta que Mourinho, novamente com tantos milhões na mão, ganha outra vez a Champions? O Real passará dos oitavos? E Scolari fará alguma coisa de jeito? O Manchester United desilude ou confirma? Será o FC Porto eliminado por outra equipa (muito) menos cotada? Platini continuará a atormentar o FC Porto a cada jogo da Champions? As respostas a partir de hoje até Maio de 2009.

 

Benfica TV

Boa aposta da parte do Benfica de inaugurar o próprio canal com a transmissão em exclusivo da partida da segunda mão com o Nápoles no MEO. Já que a Zon/TV Cabo andou a empatar o mesmo durante meses a fio, que sequem mais um tempinho (e, atenção, que eu tenho Zon). Mas acredito que, a longo prazo, a Zon e o Benfica acabem por chegar a acordo. Eu já tenho onde ver o jogo (ter amigos com MEO dá sempre jeito) e na altura farei a análise do mesmo, bem como do canal e da transmissão em si. Isto se o resultado for bom, senão... faço de conta que esqueci. Nos relvados, Quique Flores não esteve com meias medidas e suspendeu Cardozo dos treinos por falta de empenho. Já lhe chamam conflituoso. Quer dizer, Paulo Bento parece estar de relações cortadas com Vukcevic e Stojkovic e é disciplinador; Jesualdo Ferreira é insultado por Quaresma durante dois anos, mas, cuidado, que ele é disciplinador; Quique exige mais dos seus jogadores e é conflituoso. Há algo que me escapa na imprensa portuguesa...

 

Gotan Project em Portugal

Há dois anos, vieram cá duas vezes e eu não pude ir nenhuma. À terceira é (será?) de vez! Dia 20 de Dezembro, podem marcar aí na agenda, na Praça de Touros do Campo Pequeno. O pior é que só mesmo em Lisboa, desta vez eles não vêm ao Porto. O que me deixa fulo da vida, porque lá terei que me fazer à estrada ou pedinchar guarida aos alfacinhas. Mas desta não passa, raios! Alguém interessado desse lado?

 

Escolaridade obrigatória

Cavaco Silva defende a escolaridade obrigatória até ao 12º ano. O ensino secundário não deve ter mudado muito desde o meu tempo (até pareço velho a escrever uma coisa destas), embora tenha passado por duas ou três reformas... "teóricas", e quer-me parecer que, nas circustâncias actuais, aquilo que Cavaco defende é uma palhaçada. Se tentassem melhorar as condições e os critérios do ensino, assim até se podia pedir um alargamento da vida escolar. Mas enfim, neste Governo do "faz de conta", há algo com que podemos sempre contar: a coerência disfarçada. Qualquer medida tomada tem sempre o objectivo obscuro de mostrar que se reduzem as desigualdades, que se faz um grande esforço em conter o défice, que nas diferentes áreas da sociedade há progresso e que está tudo controlado. Tudo pelas aparências, num verdadeiro chico-espertismo à portuguesa. Umas vezes resulta, outras não.

 

Regresso às aulas

Já não sei o que isso é.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:20

Actualidades #4

por Antero, em 17.08.08

Sporting vence a Supertaça

No jogo das comadres, ganhou o Sporting que comeu o FC Porto de... cebolada (não resisti). Yannick Djaló foi o herói do jogo ao marcar os dois golos da vitória, sendo que os azuis ainda mandaram uma bola ao poste e falharam um penalti, porcamente executado por Lucho. E para aqueles que falam que Bruno Alves é apenas duro, vejam bem a entrada sobre o Derlei, que nem amarelo levou (se bem que Caneira também devia levar um sobre uma entrada nos tintins de Rodriguez... mal empregue a falta de força!). Entra o Sporting com o pé direito na época 2008/2009, o que é bom, pois assim ficam todos inchados e perdem o gás rapidamente (como acontece quase sempre). Cheira-me que este ano o FC Porto vai ter de suar muito para vencer (e convencer, já agora) alguma coisa. Jesualdo Ferreira deve entrar em paranóia sempre que joga com o Sporting, tantas são as invenções que opera no onze titular. Bem, pior seria se perdessem a taça com dois golos do Tiuí... Já agora, Pinto da Costa não está suspenso? Que fazia ele na tribuna do estádio? Será que o dinheiro do envelope do árbitro era pouco e toca a angariar mais algum?

 

Benfica perde nas grandes penalidades com Inter de Milão

Bom jogo de ambas as partes, sendo que a equipa titular do Benfica mostra progressos notáveis nestas últimas semanas. A diferença é abissal para os anos anteriores. Pudera, sem Nuno Assis (esse ingrato), Luis Filipe e quejandos, a equipa até parece respirar melhor. Só falta despachar o Edcarlos e já me dou por satisfeito. Embora não concorde com as condições do empréstimo de Freddy Adu, creio que Quique Flores e Rui Costa estão a fazer um bom trabalho. E Urretavizcaya é um achado!

 

Criminalidade em Portugal

O assalto à dependência do BES em Campolide, que resultou numa situação de sequestro, trouxe à baila os temas do aumento da criminalidade, do comportamento dos media, da questão da imigração e da actuação das forças policiais. Quanto a esta última, já se ouviram vozes a criticar a acção policial, o que me deixa impressionado. Devem achar que as forças policiais atiraram logo a matar mal chegaram, não? Elas só recorreram à força quando verificaram que todas as saídas possíveis sem causar danos maiores estavam esgotadas. Será que é tão difícil de entender? Fizeram o seu melhor dadas as circunstâncias e isso é de louvar. E, no estado actual, só um louco pode achar que palavras e atitudes passivas podem diminuir a criminalidade. Quanto à comunicação social, sinceramente, já vi posturas bem piores da parte deles (como por exemplo, na queda da ponte de Entre-os-Rios).

 

Conflito na Geórgia

O comportamento da Rússia em apoiar o movimento separatista de Abecásia e Ossétia do Sul e, com isso, invadir a Geórgia é totalmente condenável, mas a atitude dos Estados Unidos em vir criticá-los na pessoa da Condoleezza Rice (esse demónio de saias) é absurda e reveladora da hipocrisia e arrogância da administração Bush. Fosse uma zona recheada de petróleo, era ver norte-americanos e russos em jantares regados a muita vodka, com a União Europeia cabisbaixa, sussurrando: isto não está certo...

 

Jogos Olímpicos: Pequim 2008

Não sou grande fã dos Jogos Olímpicos, acho a maioria das modalidades secantes e o pequeno interesse que poderia haver pelas provas dos atletas portugueses vai diminuindo na proporção inversa das derrotas dos mesmos. Também, quem os mandou prometer mundos e fundos, como por exemplo Obikwelu com o seu discurso de "eu quero a medalha de ouro, que a de prata já eu tenho!"? Humildade nunca fez mal a ninguém, certo? Porém, tenho de admitir que fiquei arrebatado pela brilhante cerimónia de abertura. Que coisa magnífica, genial e uma prova ao mundo da capacidade organizacional sem paralelo dos chineses. Só por isso, já valeu a pena.

 

Guimarães na Liga dos Campeões

Há sempre um respeito especial pelas equipas ditas pequenas na Europa. Nestes casos, gosto de apoiar estes piquenos (Braga, Setúbal, Belenenses, Sporting...) que tentam fazer um brilharete nas competições europeias. No entanto, não consigo perceber a necessidade do Vitória de Guimarães ir à Champions. Para quê? Se estamos assim tão necessitados de pontos no ranking, mais vale irem para a Taça UEFA, uma vez que, passando à fase de grupos da prova máxima, iam conseguir o quê? Um ou dois empates? Se nem a um Basileia conseguem marcar um golito que seja, o que se pode esperar para mais tarde? (ok, foram roubados em dois penaltis, mas fora isso que mais fez a equipa para ganhar o jogo?) Bem sei que o momento é histórico para o clube e que o dinheiro amealhado muito bem lhes faria, mas como adepto objectivo, não consigo visualizar o clube a defender/humilhar/dignificar (riscar o que não interessa) Portugal na Liga dos Campeões. O melhor é não se entusiasmarem muito senão ainda descem outra vez de divisão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:53

Manobras de diversão

por Antero, em 16.07.08

Bem, parece que o FC Porto vai mesmo à Liga dos Campeões. Porque são inocentes? Nada disso! Parece que as altas esferas do futebol europeu continuam com dúvidas sobre a validade dos castigos a aplicar (o quê? Outra vez?) e então volta tudo ao mesmo e espera-se uma decisão final final final (não é engano). As piruetas do senhor Gonçalves Pereira e companhia deram resultados: adiar ao máximo as decisões, confundir tudo e todos e está o erro remendado por agora. Perde o Benfica, que, assim disputa a Taça UEFA? Não! O Benfica fez o que lhe competia. Perde o país com as figuras tristes que aconteceram nas últimas semanas e o silêncio de outros face a essas figuras. Porque todas estas cambalhotas de "decisão sim, decisão não" terá pouco a ver com o Benfica, mas muito a ver com o FC Porto. Já agora, quem foram os clubes que votaram contra as alterações ao regulamento que previam penas mais duras para actos de corrupção? Pois, os do costume... e consta por aí que Carolina Salgado prepara novo livro, com supervisão de Marinho Neves. Se a ex-dama e actual praticante da actividade mais velha do Mundo age por interesses nada louváveis (embora isso não lhe tire a credibilidade toda), Marinho Neves está acima de qualquer suspeita. Não que eu queira relacionar os dois factos...

 

Mas o que me leva a escrever este post é a edição de hoje do jornal O Jogo. A capa é um mimo: "FC Porto nas Champions Ponto Final". Amigos, o ponto final já tem um sinal atribuído tipo... há séculos, não é necessário escrever mesmo tudinho. Ah! mas era "ponto final" porque a decisão é final? Assim, final final final? Não, porque a UEFA ainda pode voltar atrás (embora seja improvável). Mas a capa não é pior. Muita gente reclama das inenarráveis capas do Record, e longe de mim defendê-las, mas os artigos d' O Jogo também são qualquer coisa. Daqueles de saltar os olhos das órbitas. Ora atentem:

 

O romeno Sapunaru fez ontem de manhã o primeiro treino à vista dos jornalistas e o segundo para Jesualdo apreciar as suas qualidades. Desde logo o que chamou a atenção foi a compleição física do defesa-direito contratado ao Rapid, porque 187 centímetros não passam despercebidos a ninguém, ainda mais se o ponteiro da balança parar nos 81 quilogramas. Um defesa de respeito, portanto. Mais rápido do que encontrar os adjectivos para o catalogar foi perceber a alcunha pela qual os companheiros já o tratam. "Sapu", evidentemente, para evitar que as línguas fiquem enroladas e o lance se perca nessas milésimas de segundo.

 

Chamam-lhe silly season. Eu chamo-lhe imbecilidade. Quem foi o cretino que escreveu isto? E isto é recorrente no jornalismo português: informações enviesadas, notícias deturpadas, objectividade de conteúdo para o raio que o parta, endeusamento de figuras que nem têm provas dadas, imprecisões, medo de defender uma posição e branqueamento de situações escandalosas (nem vou pegar nos erros ortográficos). O que me leva à seguinte consideração, que já vem sendo feito há muito tempo e não se relaciona somente com o jornalismo desportivo: os media oferecem aquilo que o público quer ou somos nós que engolimos toda a porcaria que nos deitam no prato?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33

Vergonha!

por Antero, em 16.06.08

FC Porto garante presença na Liga dos Campeões

 

Algumas pessoas já comentaram comigo que a postura que eu adopto no blog é mais serena e, digamos, racional do que aquela que eu tenho no dia a dia. Muito bem, neste post vou mandar a serenidade e racionalidade às malvas. Porque não é possível ter outra postura quando confrontados com o braqueamento de (mais) um escândalo relacionado com o FC Porto.

 

A UEFA acabou de declarar que, devido a mais um adiamento da decisão quanto aos recursos sobre as setenças do Apito Final, não vai decidir a tempo do início da Liga dos Campeões 2008/2009, maneiras que o FC Porto vai mesmo participar na edição deste ano. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) fez das tripas coração, mas lá conseguiu o pretendido. E Pinto da Costa que tanto reclamou da pressão feita pelo Benfica nos orgãos da FPF, faz igual ou pior, tanto que a mesma embrulhou-se tanto que a UEFA não teve outra solução senão esperar a decisão sobre a culpa (culpa essa admitida e não contestada) do FC Porto no processo Apito Final.

 

Eu exigo que João Leal, aquele que meteu os pés pelas mãos e lá safou os corruptos, Gilberto Madaíl e restante cambada de tristes da FPF se demitam. Mais: que o secretário do desporto, Laurentino Dias e amigos, tão lestos a defender a verdade desportiva no Caso Nuno Assis, desapareçam da face da Terra e que o Governo inteiro core de vergonha. O Benfica tem de tomar medidas drásticas: não participar na Taça (des)Liga e na Taça de Portugal seria como levantar o dedo do meio a essa gente toda que se empenha tanto em proteger o clube mais beneficiado de Portugal. Os adeptos deviam alinhar num boicote aos jogos fora para acabar de vez com a mama. Querem encher os cofres e pagar salários em atraso à conta do Benfica, peçam dinheiro aos corruptos que eles têm os bolsos cheios dele. E sujo, mas isso não deve ser problema.

 

Só espero é que a culpa não morra solteira e que, quando o caso for mesmo analisado (se isso chegar a acontecer), o FC Porto apanhe muitos e muitos anos fora das competições europeias. Mas acho que estou ser extremamente optimista. É por esta e por (muitas, muitas, muitas) outras que me é humanamente impossível torcer por eles seja onde for.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:47

Actualidades #3

por Antero, em 13.06.08

FC Porto na Liga dos Campeões

Voltou tudo à estaca zero. A Federação conseguiu atrasar o processo e a UEFA quer garantias que a acusação de corrupção ao clube transitou em julgado. Claro que isto não tem muita ciência: se o FC Porto aceitou a penalização dos 6 pontos e se até a própria Liga homologou o campeonato sem esses pontos, só quer dizer que está mais que julgado. Mas esperem, estamos em Portugal, terra dos compadrios, e é a própria Federação que declara ao FC Porto que “pode juntar” o recurso da suspensão de Pinto da Costa à penalização dos pontos. Num país normal, a aceitação da penalização dos 6 pontos invalidaria o recurso da outra acusação, mas neste cantinho à beira-mar, o contrário é bem provável de acontecer. Isto tudo num processo em que os maiores visados nunca se defendem declarando inocência: ou as escutas são ilegais, ou as acusações prescreveram, ou será por outra razão qualquer. Espero que o Benfica (não contem muito com o Guimarães) faça ver à UEFA a podridão que grassa nessas “instituições” e os benefícios que os corruptos assumidos ainda vão tendo. E alguém que me responda à seguinte questão: se Pinto da Costa está suspenso, porque é que o homem não se cala e está sempre a falar como presidente do clube sobre o que se vai passando cá? Tudo bem que ele recorreu da sentença, mas esta não tinha efeitos na hora, mesmo com o recurso?

 

Scolari no Chelsea

O seleccionador nacional vai deixar a equipa das quinas e rumar para terras de sua Majestade. Será que o timing desta notícia foi o melhor? A equipa sairá desestabilizada? Ou, por outro lado, foi uma maneira de retirar pressão sobre os jogadores, na medida em que os meios de comunicação social viram as suas atenções para outro lado? O que eu acho é que até o próprio Scolari foi apanhado de surpresa com o anúncio prematuro e que o Chelsea só o fez para tranquilizar os jogadores e adeptos. A questão que se impõe agora é: haverá vida para lá de Scolari?

 

Marchas populares

Acabo de ver nas notícias que ganhou a freguesia de Marvila. Então, mas Alfama não tinha um contrato de vitória vitalício?

 

Greve dos camionistas

Parece que acabou. O Governo viu-se apertado por todos os lados e parece que a paralisação surtiu efeitos. O direito à greve é algo que não deve ser contestado: se algo está mal, há que reclamar e fazer valer os pontos de vista daqueles que se dizem menosprezados. Mas como Portugal é tudo menos um país decente, este tipo de situações são sempre mal geridas. Assim como deve prevalecer o direito de adesão a uma greve, o oposto também deve ser respeitado. Isto tudo fez-me lembrar as greves dos alunos que ocorriam quando eu era mais novo, em que se trancavam os portões da escola a cadeado e barrava-se o acesso à mesma. E todos ganhavam um dia de folga. Os piquetes foram um absurdo: tentar que outros adiram à nossa causa à força é tudo menos democrático e abre-se uma espiral de violência crescente que acaba por não dar razão a ninguém. Parece que acabou. Isto até o verniz estalar outra vez. Aguardemos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:13

Podem comprar o champanhe...

por Antero, em 04.06.08

FC Porto fora da Liga dos Campeões

 

...mas não o abram! Pelo menos por agora. Isto porque o FC Porto ainda tem o recurso para apresentar. E as mesmas fontes que começaram o sururu nos últimos dias a afirmar que a exclusão era mesmo possível de acontecer, dizem agora que o clube tem boas hipóteses de ganhar o recurso. Por isso, vamos ter calma. Digamos que está 1-0 ao intervalo.

 

Mesmo assim, é prazeroso ver que o rótulo de corruptos já ninguém lhes tira. Então, a tão elogiada organização da administração portista meteu os pés pelas mãos? Depois de anos a jogar sujo e a recorrer a tácticas baixas para prejudicar tudo e todos (especialmente, o Benfica) é bom ver os tiros nos pés que aquela gente vai dando. Achavam-se intocáveis por não recorrerem dos 6 pontos e saiu-lhes o tiro pela culatra. Bom mesmo, seria o Benfica recusar o lugar na Liga dos Campeões, alegando que, mesmo roubados até ao tutano, não fizeram tudo para merecer a participação. Claro que isto não vai acontecer e não os censuro: nenhum clube tomaria tal atitude, mas seria um valente escarro na cara de Pinto de Costa, da SAD portista e daqueles que os apoiam. Outros beneficiados pela decisão são o Vitória de Guimarães e o Sp. Braga, mas destes, principalmente do primeiro, não devemos ouvir nem um pio. Sabem como é: fica mal e a Aliança não pode esmorecer. Não agora!

 

Uma palavra para os adeptos do clube (tenho muitos e bons amigos portistas): ponham a mão na consciência e tirem satisfações com os devidos culpados. As altas patentes do vosso clube é que criaram este pesadelo e, por uma vez na vida, tirem as palas e parem de pôr Pinto da Costa acima do clube. Não foi o Benfica que os obrigou a aceitar o castigo dos seis pontos e a criar este imbróglio todo; este apenas defendeu os seus interesses e o FC Porto teria feito o mesmo (embora com mais espalhafato e alarvidade). Mas, se calhar, estou aqui a falar para o boneco: agora as atenções estão viradas para a pré-eliminatória e para que o Benfica perca o acesso à Liga dos Campeões. Ou estou errado?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:28


Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D