Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Aqui o estaminé celebrou dois anos na semana passada (eu nem me lembrei...), mas a verdadeira prenda chegou ontem: o Benfica sagrou-se campeão nacional. Foi o culminar de uma época fabulosa, de excelente futebol e estádios cheios por toda a parte, embora seja de lamentar a eliminação precoce na Taça de Portugal e a não aposta na Liga Europa (o campeonato era o grande objectivo). Jorge Jesus chegou, viu e venceu. Eu, que torci o nariz à sua contratação, confesso-me rendido às evidências. Já o estava quanto ao melhor futebol praticado pelo Benfica desde a mítica época 1993/1994 (a primeira que me lembro de ver futebol, embora não muito), mas tantas são as vezes que os resultados finais deixam a desejar quanto à execução. Agora, posso adiantar que já tenho as costas marcadas das chibatadas por penitência. Jesus não merecia melhor.

Esta época vi três jogos ao vivo do meu clube. Em Paços de Ferreira, onde uma molha descomunal foi insuficiente para apagar a alegria da vitória por 3-1; na Luz, contra a Académica, hat-trick de Cardozo e um soberbo chapéu de Saviola (e outro vendaval terrível); e novamente na Luz, recém recuperado do pé partido, onde, gelado pelo vento, assisti a um jogo paupérrimo contra o Belenenses, com uma magra vitória por 1-0 (inevitavelmente por Cardozo). Mais vezes estive para ir, mas não se proporcionou, até porque os bilhetes começaram a ficar cada vez mais caros e restritos a sócios. Chegada a recta final do campeonato, veio a ansiedade. O Sp. Braga não desarmava, o Benfica podia falhar a todo o momento e diluir toda uma época em nada. Passado o pesadelo do Porto contra aquele clube abjecto, a equipa tinha tudo para ser campeã em casa. E não vacilou, bem como coroou Cardozo como rei dos marcadores, algo que não acontecia desde o saudoso (dizem-me) Rui Águas.

A festa começou desde cedo e, logo ao intervalo, abri uma garrafa de vinho que se foi esvaziando até ao apito final. Não houve brinde com Licor de Merda de Cantanhede porque ninguém me quis acompanhar cá em casa (não os recrimino; aquela garrafa só é aberta quando o Benfica é campeão, logo...) e saltei logo para a rua. Cantava-se, saltava-se, berrava-se e eu com um sorriso parvo de orelha a orelha que não teimava em sair. O campeonato era nosso, justamente nosso. Domingos bem pode chorar o quanto quiser e Pinto da Costa bem pode praguejar aos quatro ventos, mas, num país sério, já o Benfica seria campeão há muito e o presidente do FC Porto não teria tempo de antena para abrir a fossa de ódio que é a sua boca.


Mérito para Luís Filipe Vieira que acreditou em Jesus e soube estar calado em momentos-chave, limitando-se ao essencial. Parabéns a Rui Costa por manter o grupo unido e plenamente entrosado com o clube. Aos jogadores, desde o mágico Aimar ao genial Saviola, passando pelo canhão Cardozo, o polivalente Ruben Amorim, o dedicado David Luiz, o muitas vezes inconsequente Di Maria (que me tira do sério com as suas fintinhas), ao patrão Luisão, o acelerado Weldon, o esquentado Carlos Martins, o (in)seguro Quim, o "elástico" Ramires, o Fabinho, e aquele que foi, para mim, a surpresa deste ano, Javi Garcia, a todos eles parabéns, sois campeões no maior clube português. A todos os outros também, até ao "coxo" Luís Filipe! Todos foram importantes. Porém, ninguém foi mais importante que o grande Jorge Jesus. Ele pode ser asneirento, não ter o dom da fala, mascar chiclete e berrar imenso, mas sabe o que faz e é dos melhores naquilo que faz. Quique era bem falante, uma simpatia, mas faltava-lhe o pulso, a garra, aquele instinto dos campeões. Jesus podia até ficar pela Taça da Liga, mas devolver a crença e o bom futebol para os lados da Luz já seria um prémio inegável.

 

Prémio esse que foi agora materializado: o Benfica é Campeão!

 

PS: a convocatória de Carlos Queiroz para o Mundial é tão anedótica que nem merece grandes considerações. Mérito a Queiroz pela sua coerência (e isto deve ser louvado): a lista de escolhas é coerente com a sua mediocridade como seleccionador nacional. Prevejo uma curta estadia pela África do Sul...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

CAMPEÕES, CARAGO!

por Antero, em 09.05.10

 

SPORT LISBOA E BENFICA
CAMPEÃO NACIONAL 2009/2010

* Post gentilmente dedicado a José Maria Pedroto. Não precisas de agradecer, Pinto da Costa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48

Reverso da medalha

por Antero, em 16.02.10

Em Setembro passado, após o FC Porto ter ganho ao Sporting no Dragão e enquanto o Benfica despachava o Leixões na Luz com 5 batatas, uns colegas meus exclamavam "este ano vai dar pica!". A previsão estava correcta, a gama cromática da mesma é que não: a disputa deste campeonato não tem sido vermelho-azul como se previa, mas sim vermelho-vermelho. A emoção deve-se mais ao Sp. Braga e menos ao FC Porto (e nem vale a pena falar do Sporting que desaba a olhos vistos). No próximo Domingo, portistas e bracarenses encontram-se no Dragão e, pela primeira vez na minha vida, vejo-me tentado a torcer pelo FC Porto para benefício do meu clube. É complicado, mas eu sabia que, mais tarde ou mais cedo, uma situação do género iria acontecer (só nunca pensei que fosse com o Braga, mas adiante). Este dilema é como um desafio às leis da Física: eu nunca torço pelo FC Porto, nem quero torcer, e agora vejo-me na iminência disso.

 

Mas se isto é um martírio, digamos... confortável para mim, que será para os milhares de portistas que se espumam contra o Benfica? Entregar a liderança isolada da Liga ao Satanás? Ou saltar fora da disputa do título - e, provavelmente, da Liga dos Campeões - para que o Jardim do Éden, onde não há pecado porque não há castigo, continue saudável e em família como antes? Claro que até chegar a esta encruzilhada muita coisa aconteceu. Agora, o anti-jogo já não é "cultura defensiva" ou "conduzir o ritmo do jogo", penálties não marcados, foras-de-jogo mal assinalados e golos anulados influenciam resultados e classificações. A desculpa do "no final do campeonato, entre benefícios e prejuízos, o campeão é sempre justo" já não cola e é tudo uma cabala para prejudicar o próprio clube quando este, em muitos jogos, se encarregava de disparar sobre os próprios pés. E, desta forma, um fenómeno estranho ocorreu: benfiquistas e portistas trocaram de lugar e de papéis.

 

Quanto ao Sp. Braga, eu poderia reclamar do árbitro assistente que não viu a bola fora do campo, mas prefiro desancar na defesa do Marítimo por não saber aliviar uma bola. Não são nenhumas máquinas a jogar à bola, mas merecem muito mérito até porque tornaram para mim um Olhanense-Braga ou um Braga-Rio Ave num encontro aliciante. Porém, espero que percam. O FC Porto ainda tem a Liga dos Campeões e a Taça de Portugal para se chatear; o Braga já só tem a Liga e isso conta muito. Mas não desminto que me daria um certo gozo ver o FC Porto a perder e ficar fora da Liga dos Campeões (dificilmente serão campeões de qualquer fmaneira). Platini decerto concorda comigo e sem se dar ao trabalho de penar por tribunais, onde escutas não são aceites e os processos desafiam a passagem do tempo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51

Prenda de Natal antecipada!

por Antero, em 21.12.09

 

Obrigado, Menino Jesus!

 

(sim, eu sei que estou em atraso com o texto sobre Avatar que segue já amanhã/hoje, sem falta. Sei também que são quase 6 da matina e ainda estou acordado...)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:45

Reforço divino

por Antero, em 17.06.09

 

Cheira-me que o Benfica só vai começar a jogar bem lá para o Natal. Para ir abaixo por alturas da Páscoa. Esperemos é que o milagre da multiplicação dos golos (e dos pontos) vá chegando para o prejuízo. Embora eu ache que ele tenha tudo a favor para ser crucificado. Ao menos que ponha os discípulos a correr. E uma ajudinha do papá não era mal pensada.

 

Amén!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

Triste pela descida do Boavista à 2ª Divisão. Nos anos negros do Benfica, acompanhei os jogos dos axadrezados e aprendi a admirar o clube. A equipa não era das melhores e o futebol praticado não era nenhum espanto, mas a garra posta em campo aliada ao facto de um clube "pequeno" afrontar os grandes do costume, fez meio país acompanhar o Boavista a sagrar-se campeão nacional e os seus brilharetes na Europa. Também gostava muito de ir ao Bessa ver jogos do Benfica, pese o preço proibitivo que cobravam pelos bilhetes. E agora nada disto voltará, pelo menos nos próximos tempos. Triste pelo clube, mas não pelas administrações que teve ao longo dos anos: foram elas que enterraram o Boavista. Nunca pensei que a possibilidade de um Sp. Espinho x Boavista me entristecesse tanto.

 

Por outro lado, fico contente com a descida do Belenenses, embora acredite que ainda se vão manter à custa dos problemas financeiros do Estrela (o que é da mais elementar justiça, atenção!). De vendidos àquele clube está o campeonato cheio, mas a coisa continua equilibrada: a Olhanense a União de Leiria subiram. E não esquecer a Académica, o Sp. Braga, e o Vitória de Setúbal. Tudo normal, portanto.

 

Na próxima Quarta-feira joga-se a final da Liga dos Campeões e, pelosegundo ano consecutivo, as duas melhores equipas da Europa disputam o caneco. Confesso que simpatizo muito mais pelo Manchester United do que pelo Barcelona (Real Madrid forever!), mas por uma questão de honra pessoal, estarei a torcer pelos catalães. Ando há meses a dizer que eles vão papar tudo e não podem descarrilar na última estação. Há anos que o Barça não jogava assim tão bem (para falar a verdade, há anos que uma equipa não praticava um futebol tão atraente). Nem quando foram campeões europeus em 2006 jogavam tanto assim. Guardiola deve ter uma poção mágica qualquer.

 

E agora, o assunto mais delicado: o Benfica. A época foi má. Foi roubado em muitos jogos. Não jogou uma beata noutros tantos. O Benfica é isto: um misto de culpa própria com intervenção de terceiros. Ambas não se justificam, mas acabam por se complementar. Gosto de Quique, da sua postura e do seu discurso. Como treinador já não gosto tanto e andei até à última a aguentar a corda. Neste aspecto, do apoio à equipa, nada a dizer: nenhuma equipa e treinador tiveram tanta margem de manobra por parte dos adeptos. Se ficar (o que duvido), poderá mostrar que aprendeu com os erros desta época, mas, ao mínimo deslize, terá a cabeça a prémio. Admito que fui dos que rejubilou com a saída de Fernando Santos, embora o timing não fosse o melhor. E isso acabou por custar a época inteira ao Benfica. Não quero ver isso repetido. Ficar atrás do FC Porto já é normal (não devia ser, mas é - pensem o que quiserem desta afirmação), mas ficar mais um ano atrás do Sporting é imperdoável. Não sou particularmente um fã de Jorge Jesus (acho que beneficia de uma boa imprensa), mas antes ele que Scolari.

 

Entre a Nossa Senhora do Caravaggio e o filho do Todo-Poderoso não há muita discussão. Ou estarei errado?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46

Equação

por Antero, em 04.01.09

Falta de empenho + Erros de arbitragem + Opções duvidosas (Bynia?) = Descalabro total

 

Assim não dá! Mesmo! E isto é uma análise geral das jornadas anteriores e não só desta vergonhosa derrota com o Trofense. Por falar no Trofense, estou para ver o ar de graça que eles vão dar ao Dragão na próxima semana. Contra o Benfica até a relva comem, contra o FC Porto até mãos à bola se metem. E assim vai o país...

 

Mas... eh pá... Quique, não me lixes! O Bynia? F***-se!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19

Samba

por Antero, em 26.10.08

Já vibrei com Jorge Costa e Vítor Baía.

Já berrei por Figo após o regresso deste quando o Real Madrid lhe virou as costas (o que eu achei uma atitude indigna).

Já torci por Deco e Pepe.

Até já aplaudi (mentalmente) Bruno Alves e Raúl Meireles.

 

Mas se Liedson vai parar à Selecção Nacional é o fim da picada. Para mim acabou de vez! Porém, antes que a burocracia da nacionalização do jogador do Sporting acabe, acho que Carlos Queiroz trata de fazer com que a Selecção acabe para muitas mais pessoas.

 

PS: Vénia ao Leixões! Sem o melhor jogador que misteriosamente se lesionou antes do jogo e contra a equipa de arbitragem que fez de tudo para que o FC Porto não perdesse, os matosinhenses foram enormes! E assim se vê do que é feito o caldinho portista que hoje não resultou. O que não quer dizer que não resulte nos próximos tempos. Há que abrir os olhos...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

Sem espinhas!

por Antero, em 27.09.08

Hoje tivemos leão assado na Luz. Já muitas vezes comentei com amigos que nenhum dos três grandes joga especialmente bem, mas que o Benfica é aquele com maior margem de progressão. E hoje viu-se o bluff que é este Sporting (o FC Porto também não convence ninguém). Mesmo com o senhor Duarte Gomes vestido de verde e muito poupadinho nos cartões, o Benfica foi categórico e venceu por 2-0. Tive pena de Nuno Gomes ter sido substituído em detrimento do inconsequente Cardozo, mas aceita-se para poupá-lo para quinta-feira. E Katsouranis tem de jogar no meio-campo sempre. O Sporting foi naquela do rematar de longe à espera que Quim frangasse novamente, mas tiveram azar. Nota-se que Postiga tem a escolinha toda do clube do putedo, uma vez que tinha carta branca para fazer tudo e mais alguma coisa. Quero ver as desculpas de Paulo Bento, porque foi ao Benfica que roubaram uma grande penalidade, admitida até pelos comentadores da "Suporte TV"! Grande Sidnei! Grande Reyes! Obrigado Benfica pela prenda de anos antecipada!

 

Agora, venham daí os italianos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

Males menores

por Antero, em 30.08.08

Andava eu tão confiante que o Benfica ia vencer e convencer diante do FC Porto, que tive que repensar essa confiança no desenrolar da paupérrima segunda parte do jogo. Esta valeu pelo golo do Benfica e... mais nada! Na primeira, tudo muito equilibrado: bola no poste do FC Porto, golo do Benfica evitado em cima da linha, penalti bem assinalado contra o Benfica (que deu golo) e penalti sobre Di Maria que não foi assinalado. Esperava-se a continuação de um jogo agradável na segunda metade.

 

O Benfica marcou aos 56 minutos e, sinceramente, ainda não percebi se a bola entrou ou não. Também não interessa: quem com ferros mata, com ferros morre. E quando se esperava que o jogo ia arrancar de vez, Katsouranis (pior em campo, de longe) é expulso e vários jogaores do Benfica começam a queixar-se de dores em catadupa ao longo do tempo e, a partir daí, o Benfica pouco ou nada fez para ganhar o jogo. Depois de tudo, o empate fica bem, porque o FC Porto também não soube tomar conta do jogo. E a jogar contra 10, sendo que metade deles estavam de rastos! Isto é o melhor que Jesualdo tem para oferecer? É isto a máquina demolidora tão publicitada pela comunicação social? Bah... Esperemos que a paragem por causa dos jogos da Selecção dê para recuperar os (imensos) lesionados e que Quique comece a entrosar a equipa. E, por favor, que ponha o Aimar a jogar mais recuado!

 

P.S. adorei as cebolas!

 

P.P.S. aquele adepto do Benfica que invadiu o campo e agrediu o auxiliar devia ser irradiado dos estádios. E a avaliar pela vestimenta e figurinha do fulano, não deve ser difícil reconhecê-lo.

 

P.P.P.S. Cartaz do ano: "Bynia, dá-me a perna do Cebola".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D