Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

A Espanha é campeã europeia! E muito merecidamente. Com um futebol atraente, cheio de classe e talento a rodos, o título europeu fica muito bem entregue. Sinceramente, nenhuma equipa merecia tanto como eles. O karma de falhar constantemente nas fases finais não se cumpriu este ano. Agora ninguém os cala!

 

A Alemanha apenas esteve bem nos minutos iniciais. A partir daí, os espanhóis dominaram todo o jogo e os alemães estiveram iguais a si mesmos: nem quando tiveram de correr atrás do prejuízo conseguiam ferir a bem armada equipa espanhola. A Alemanha nunca teve uma defesa sólida, apenas se safavam porque o ataque era de tal maneira eficaz (e sortudo, diga-se de passagem) que compensava tudo o resto. Hoje, não houve ataque que drenasse a água que a defesa metia por todos os lados. Faltou sorte. Ou melhor: muita sorte tiveram eles em não sofrer mais golos.

 

E assim acaba mais um Europeu de futebol. Do ponto de vista tuga, foi uma decepção. Do ponto de vista neutro, foi um bom torneio, com muitas surpresas e alguns bons jogos. É preferível acompanhar um Europeu do que um Mundial: são menos Selecções e as que lá estão são, de uma maneira geral, melhores do que num Mundial e os jogadores são-nos mais familiares, porque jogam em campeonatos da Europa.

 

PS: não queria deixar passar a oportunidade de felicitar a equipa de futsal do Benfica que se sagrou bi-campeã nacional, contra um Belenenses que foi um digno vencido e um excelente adversário. Qualquer que fosse o resultado, o título ficaria em boas mãos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

Euro 2008: meias-finais

por Antero, em 26.06.08

Off-topic: Duas coisas. A primeira é que se há coisa que eu odeio é, em pleno Verão, estar com a pinga. Nestes dias, o meu nariz parece uma torneira descontrolada pronta a regar tudo que lhe apareça à frente. A segunda relaciona-se com o destaque dos blogs da SAPO. Em apenas um dia, as visitas ao blog duplicaram! Agradeço a todos os que passaram por cá e não voltam mais, aos que passaram e ficaram, e aos que passam sempre (para estes últimos imagino que seja difícil).

 

Estão encontrados os finalistas do Euro 2008 e, por uma vez, uma aposta minha revelou-se acertada: Alemanha e Espanha vão disputar o caneco. Merecido? Não e sim, respectivamente. A Turquia, com apenas 14 jogadores disponíveis, fez das tripas coração para levar o jogo de vencida. A primeira parte foi toda dela, mas a Alemanha, num cinismo a fazer lembrar gregos e italianos, marcou logo no primeiro remate, efectuado aos 26 (!) minutos. Os turcos, demonstrando imenso querer e raça, nunca viraram a cara à luta, mas um erro ricardiano do seu guarda-redes deitou tudo a perder. Ainda assim, conseguiram empatar, mas aos 90 minutos e quando já cheirava a prolongamento, os alemães selaram o resultado em 3-2. Duvido que a Turquia aguentasse o prolongamento. Mesmo antes do terceiro golo alemão, a equipa estourou. Mesmo assim, deixaram uma imagem extremamente positiva no torneio, de fazer inveja a certos vencedores antecipados (Portugal, França, Itália...).

 

No outro jogo, a Espanha fez valer o seu ego inchado que nunca os leva a lado algum e, mais de vinte anos depois, estão na final de um torneio de Selecções. A Rússia esteve irreconhecível: os jogadores que se imposeram sobre a fortíssima Holanda tiraram folga e não quiseram nada com o jogo. O domínio espanhol foi praticamente total e, se ao intervalo o resultado não espelhava o que se passava em campo, o 3-0 ao final da partida dispensa mais palavras. Alemães contra espanhóis na final e a minha aposta vai para 2-1 para a Espanha. E sem prolongamento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

Euro 2008: quartos-de-final

por Antero, em 23.06.08

Dos primeiros classificados da fase de grupos, apenas a Espanha fez valer o seu estatuto. Num jogo indicado a quem sofre de insónias, Espanha e Itália ofereceram um espectáculo pobre, de nada valendo o facto de ser o jogo mais aguardado desta fase. Passou a Espanha nas grandes penalidades, mas se passassem os italianos o efeito era o mesmo.

 

Dá a impressão que os primeiros qualificados dos grupos adormeceram depois disso, sendo Portugal e Holanda os exemplos máximos deste pensamento. Se de Portugal muito já se falou e reclamou da desilusão que foi, da Holanda o que se pode dizer é que foi mesmo pena. Eles bem tentaram, mas apanharam pela frente uma Rússia preparada para tudo e que não lhes deu descanso. Resultado: 1-3 e o melhor jogo do Europeu, até ver.

 

Do lote de cima, não faz parte a Croácia, que foi eliminada também nas grandes penalidades pela sensação Turquia. Os croatas bem mereciam passar e estiveram quase, mas os turcos vão buscar forças sabe-se lá onde, e conseguiram empatar a meio minuto do prolongamento, quando a Croácia havia marcado nem dois minutos antes. Foi um jogo fraco, que só valeu mesmo pela emoção do prolongamento. A Turquia bem pode festejar a sua sorte, porque não deverão fazer muito mais: entre lesionados e castigados, só têm 12 ou 13 jogadores disponíveis para o jogo com a Alemanha.

 

Assim, teremos um Alemanha-Turquia e um Rússia-Espanha nas semi-finais. A Turquia não deverá ter grandes chances, sendo assim aposto na Alemanha na final. No outro jogo temos a dúvida: qual será a Rússia a aparecer? Aquela que deixou o futebol espectáculo holandês de rastos? Ou aquela Selecção macia que apanhou 4-1 dos espanhóis na fase de grupos? De qualquer das formas, aposto num Alemanha-Espanha na final, se bem que, como este Europeu tem provado, os cavalos mais certos são os primeiros a saltar fora.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

Portugal 2 Alemanha 3

por Antero, em 20.06.08

Ia fazer umas considerações sobre o jogo propriamente dito, mas este meu colega já disse tudo. Até no apoio à Holanda daqui em diante estamos de acordo. Só tenho a acrescentar que sempre considerei Paulo Ferreira um dos grandes bluffs dos últimos anos. No futuro, só Miguel Veloso lhe poderá tirar a vaga. Não estou triste porque nunca estive confiante na vitória sobre a Alemanha. E Ricardo lá tinha que dar o arzinho de sua graça (ele ia massajar as costas do alemão ou quê?).

 

Muita gente pode culpar Scolari por ter poupado jogadores contra a Suíça. Acho que não é por aí. Creio que errou na escolha do onze titular. A ideia de que em equipa que ganha não se mexe, hoje não resultou. Em certos momentos, a Alemanha deu um banho de bola a Portugal e a defesa tremia como varas verdes. E o que os jornais hoje vão chamar de ineficácia, eu chamo de azelhice. Não se admite o desperdício de tanta bola parada e de tantos remates de fora da área.

 

Porém, o mais escandaloso foi a falta de empenho da maioria dos jogadores. Excesso de confiança? Balneário instável? Deficiente estudo da equipa alemã? Esta última hipótese nem devia ser posta em causa, porque a equipa alemã é basicamente a mesma que há dois anos ganhou 3-1 a Portugal no Mundial 2006. Mas, meus amigos, não se poupem na tristeza. Para ver se a Galp desce o preço dos combustíveis em 10 cêntimos (no mínimo) para alegrar a nação. Já que o suposto melhor do mundo não conseguiu...

 

A questão que se impõe agora é: haverá vida para lá de Scolari?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:41

Suíça 2 Portugal 0

por Antero, em 15.06.08

Hoje estou um pouco irascível (e não é por causa do jogo) então vou ser curto e grosso. Não vi o jogo na totalidade, apenas os primeiros 10 minutos e a última meia-hora, porque fui fazer uma sesta. Nesse tempo, parece que o árbitro foi muito caseiro, com um ou dois penaltis por assinalar, um golo mal anulado e uma carrada de faltas marcadas sem nexo. Mas creio que isso não serve de desculpa para a exibição sem chama que a Selecção Nacional realizou.

 

Portugal tem uma boa equipa titular, se bem que com aqueles problemas que não há maneira de resolver, como por exemplo, a falta de um ponta-de-lança decente. O banco é que é de pôr as mãos à cabeça e isso viu-se hoje: a continuar assim, bem pode Miguel Veloso pedir para baixarem a cláusula de rescisão e, mesmo assim, não sei se lhe pegam; Quaresma pode juntar-se a Veloso no peditório, porque se está à espera das exibições na Selecção para chamar a atenção de alguém, que esqueça e que aprenda com o Deco; Postiga igual a si mesmo, ou seja, uma nulidade e espero que o Jorge Ribeiro nem ponha os pés na Luz. Pontos positivos: Nani é boa alternativa e com Pepe estamos em boas mãos (ou pés, como quiserem). Dos restantes, nada a dizer e isto não é um elogio.

 

A Suíça, que ganhou o primeiro jogo em 9 partidas, lá matou o borrego com Portugal. E nem precisou de jogar por aí além. Espero que esta derrota sirva para acalmar certas euforias que teimam em não parar e para Scolari pensar bem e fazer uma gestão adequada dos jogadores. É que a Alemanha está aí à porta e não vai ser fácil. Quanto ao restante Europeu, é um deleite ver a Holanda a jogar, bem como a Espanha; adeus Grécia e não voltes tão cedo e os maiores azares possíveis para a França e Itália. Bolas, já me estendi mais do que devia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:34

República Checa 1 Portugal 3

por Antero, em 11.06.08

Portugal ganhou. Garantiu o apuramento. O mínimo exigido já está feito. Deco fez um jogão. Leram bem. Até vou repetir: Deco fez um jogão. A UEFA já anda a fazer lobby para Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor do mundo, só assim se explica o prémio de "Homem do Jogo" atribuído ao madeirense. Porque Ronaldo fez um jogo aquém do que se lhe pede. Aliás, Deco à parte, a restante equipa foi do mediano para baixo.

 

A primeira parte foi fraquinha. O golo de Portugal e pouco mais oportunidades surgiram daí em diante. A segunda foi mais equilibrada, mas a Selecção, em certos momentos, teve uma vaca descomunal. A defesa vacilou muito e até Nuno Gomes teve de ir dar uma perninha (ele que está habituado a ser defesa central dos adversários). Ricardo continua não dar segurança, Simão e Quaresma apagaram-se como de costume, João Moutinho passou ao lado do jogo, Pepe tanto acertava como metia água. E Scolari TEM de efectuar substituições mais cedo. Não é só quando se vê em desvantagem ou algum jogador se lesiona. A pensar assim, não vai longe no Chelsea. Muito me ria se ele viesse com a mesma atitude que no Euro 2004 quando, em pleno torneio, a comunicação social informou sobre o seu acordo com o Benfica. Disse ele: agora é que não vou mesmo para o Benfica! Mas isto são contas de outro rosário.

 

Agora, convém evitar a Alemanha ou, caso contrário, convocar de emergência o Sérgio Conceição!

 

PS: que a euforia da Selecção não branqueie o estado a que o nosso país chegou. Parecemos um país de terceiro mundo e estamos a caminhar para o abismo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

Portugal 2 Turquia 0

por Antero, em 07.06.08

A Selecção Nacional começou o Europeu com uma vitória sem contestação sobre a Turquia. Portugal jogou muito bem e mereceu ganhar o jogo, com três bolas no ferro e uma posse de bola esmagadora sobre uma equipa que, sinceramente, não fez nada para garantir a vitória. Os golos resultam de jogadas muito bem executadas pela equipa das quinas, finalizadas em grande estilo por Pepe e Raul Meireles.

 

Mesmo assim, continuo céptico: era mais do que a obrigação deles ganhar o jogo contra uma Turquia muito macia e pouco virada para o ataque. Cristiano Ronaldo tem de aprender a passar a bola quando se encontra cercado (e já se sabe que quando se vê com a bola, caiem-lhe logo dois ou três adversários em cima) e Deco continua a estar ausente dos jogos, o que já vem desde o final do Mundial de 2006. De qualquer das formas, foi um bom arranque para a Selecção e esperemos que seja para manter.

 

No outro jogo, a anfitriã Suiça perdeu com a Républica Checa, que teve toda a sorte do jogo em marcar o único golo da partida. Os suiços tudo fizeram para levar o jogo de vencida, mas os checos, a fazer lembrar a Grécia de há 4 anos, lá foram aguentando o resultado, até que uma bola bombeada do meio campo lá lhes deu para marcar um e garantir os 3 pontos. Quarta-feira, Portugal terá que ter muitas cautelas contra os checos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18

Anestesiados

por Antero, em 07.06.08

Os combustíveis estão caros.

O salário mínimo faz jus ao nome.

A segurança social caminha para o abismo.

O sistema de saúde é mais lento que uma tartaruga.

A justiça é ainda mais lenta que o sistema de saúde.

O desemprego aumenta.

As manifs, greves e boicotes sucedem-se.

O ensino reforma-se constantemente e definha.

Os políticos falam muito e mexem-se pouco.

A insegurança cresce a cada dia.

Acima de tudo, está tudo falido.

 

Mas...

 

 

 

...o Euro 2008 começa hoje!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Só queria dizer umas coisinhas...

por Antero, em 01.06.08

Basta! Estou farto! Já não aguento mais! Tarde de domingo e estão as 3 (três!) estações televisivas a transmitir directos de Viseu, com a saída da Selecção Nacional do estágio rumo à Suiça para o campeonato europeu. O aproveitamento do "estatuto" da Selecção ("estatuto" esse fomentado pelos meios de comunicação) e o populismo com que tratam as não-notícias relacionadas com a Selecção é de dar naúseas a qualquer um. Mas o pior é a atitude dos portugueses que mais parecem uns alienados fúteis e inuteis, como se eles partissem para a Guerra ou para uma misão espacial. Ah! E depois queixam-se que os jogadores são pouco simpáticos e não fornecem muitos autógrafos nem uma palavra amiga. Pudera! Com tanta perseguição e exposição, os rapazes até se devem esquecer que são jogadores de futebol mas sim manequins que dão uns chutos na bola e correm bastante (por este prima, Miguel Veloso deve estar a adorar a situação). Ontem, nem prestei atenção ao jogo com a Geórgia, mas consta que não foi nada de especial e que a equipa ainda precisa de ser calibrada. Não sei, mas não agouro uma campanha prmissora no Euro.

 

O prémio "o buraco mais próximo é meu" vai para Amy Winehouse e a sua péssima actuação no Rock In Rio. Atrasada, ébria, afónica e nervosa, a cantora não atuou sequer uma hora dando (mais) uma imagem de pessoa irresponsável, mimada e sem convicção na sua própria prestação. Sinceramente, mais valia nem ter aparecido e poupava-se ao vexame. Mas o melhor foi mesmo ver a malta da SIC Radical a encher chouriços enquanto a artista não subia ao palco. O atraso já era tanto que eles tiveram de começar a abordar os vícios dela e o futuro da sua carreira, fazendo piadinhas infames como "Olha, o nome dela é Amy Casa de Vinho!". Até que Zé Pedro, elemento dos Xutos e Pontapés, declara que compreende a situação da moça, que estes atrasos são normais, a pressão leva-nos a recorrer a caminhos obscuros, blá, blá, whiskas saquetas, coisa e tal. Só faltava aparecer Jorge Palma (mais o seu Globo de Ouro) ou até mesmo Keith Richards e voilá: estava inaugurada a Comissão de Apoio aos Prazeres da Amy.

 

Passando para coisas mais pessoais, encontro-me de férias, ainda que não oficialmente, porque ainda me falta entregar o relatório e apresentá-lo. O estágio foi bom, uma experiência que aconselho a todos, porque creio que faz mesmo falta na formação académica seja de quem for e até me fizeram uma despedida, com bolo e tudo. Tendo em conta que entrego o relatório esta semana, só lá para dia 20 é que estou oficialmente de férias e com o canudo na mão!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19


Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D