Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



  • tratarem-me por "puto": sei que é moda, mas acho deselegante. Se for mais novo que eu, então é um sacrilégio!
  • pessoas que não se sabem comportar no cinema: no último Harry Potter foi um fartote. Pontapés nas cadeiras, comentários sobre o filme em alto e bom som, telefonemas atendidos a meio do filme, enfim...
  • criticarem-me pela maneira como caminho: eu não pouso totalmente os calcanhares no chão, o que faz com que ande aos "saltinhos". É uma coisa muito subtil e muitos só se apercebem passado algum tempo, o que gera logo comentários e sugestões sobre "como andar". Para futura referência: eu caminho assim vai para 26 anos e acham mesmo que é agora que me vou "tratar"?!
  • spam na minha conta de email: só em procedimentos para alargar o pénis já lhes perdi a conta.
  • a ventania de Espinho: sério! Nos últimos dias, tem sido impossível! Não há dia de praia que resista a tamanho vendaval.
  • derrotas do Benfica: uma noite (mal) dormida e passa, mas o rescaldo do jogo não é para corações fracos.
  • smartphones: touchscreen num ecrã tão pequeno é algo que faz perder as estribeiras (escrever uma SMS é um martírio). Porém, é só até ter um.
  • malta que não quer escrever bem: uma coisa é não saber, outra é não querer. Cabe na cabeça de alguém escrever com 'k', 'x', diminutivos, acentuação inexistente ou, pior ainda, maiúsculas e minúsculas sem qualquer critério?! Se nas SMS's ainda dou de barato dada a limitação de caracteres, por essa Internet fora acho simplesmente deplorável como as pessoas escrevem tão porcamente. Erros com formas verbais são o pão nosso de cada dia.
  • pessoal que não comenta no blog e depois escreve-me no Facebook ou no Twitter. Só por isso, este texto foi sem ligação nas redes sociais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15

Apetece-me...

por Antero, em 29.07.09

...partir a cara do Presidente da Câmara Municipal de Espinho, pelos sucessivos tiros no pé na gestão da minha cidade;

...fazer uma manif à porta da Câmara e da Junta por me tirarem cada vez mais lugares de estacionamento perto de casa;

...esmurrar o sujeito que fez queixa do mau estacionamento do meu carro e, não satisfeito, riscou-o de uma ponta à outra;

...fazer um pirete aos serviços que cobram 30 Euros de multa mais 50 de reboque, mas que apenas cobram a multa a carros bloqueados que o reboque não consegue levar;

...insultar os serviços camarários, cuja desorganização leva-nos a ouvir sempre "Ah e tal... isso não é connosco, não sei de nada";

...ir de férias. Já! Agora!

 

No meio disto tudo, confesso que até foi engraçado ser atendido por um agente que, quase aos grunhidos, reclamava: "os espinhenses têm a Câmara de merda que merecem... se calhar nunca subi muito de posto porque não tenho medo de falar... lá em Barcelos é que era... estou aqui pelas circustâncias da vida... o Fiúza até me foi buscar de carro e tudo; uma injustiça o Caso Mateus!"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26

La Fura dels Baus

por Antero, em 31.05.09

- Hey Antero, queres vir amanhã ver o tal espectáculo na Feira? Compro bilhete para ti?

- Mas do que se trata?

- Ahhh, não sei bem. É teatro urbano, acho... mete gajas nuas, sexo,...

- Conta comigo!

 

Confesso a minha completa ignorância quanto à companhia de teatro catalã La Fura dels Baus, mas o tipo de actividades promovidas peloImaginariusem Santa Maria da Feira não são muito a minha praia. Tanto mais que foi a primeira vez que lá fui, o que me faz pensar que, em oferta cultural, qualquer Estarreja ou Feira mete Espinho no chinelo. E isso é deprimente. Mas, enfim... isso são contas de outro rosário.

 

Voltando aos La Fura, inesperadamente gostei muito do espectáculo. Não sabia minimamente para o que ia, o calor era muito, havia gajas nuas, mas nada de sexo. Bem, pelo menos não houve actos sexuais (e quem acha que o sexo se resume apenas ao acto em si tem uma visão muito quadrada do mundo). Os La Fura promovem um conceito de teatro diferente do vulgar: para tornar a experiência mais palpável e menos rígida e objectiva, o público torna-se parte integrante da actuação. Moldando cada encenação às condições existentes em cada espaço, a companhia torna a peça mais dinâmica ao obrigar o público a mover-se (leram bem) para acompanhar toda a acção, uma vez que a mesma se desenrola em vários pontos. Depois, há alturas em que os actores interagem directamente com os espectadores e, aí sim, está a grande piada de tudo. Mas já lá vamos.

 

O espectáculo concebido para a ocasião chama-seImperiume é relativamente fácil de acompanhar: trata da subjugação do Homem para com o seu semelhante, num retrato das sociedades imperialistas que dependem da manutenção de uma casta superior que abusa do poder que detém. Enquanto várias plataformas e os actores percorrem todo o espaço durante o desenrolar da acção, sempre ao som de uma música em tons bélicos, o espectador torna-se quase um cumplice das atrocidades cometidas ao deixar que a curiosidade (mórbida) ordene as suas acções. Mas onde o público entra mesmo de cabeça na narrativa é quando as "inferiores" se revoltam, caçam e torturam os "superiores" e degladiam-se entre si para obter o controlo dos restantes. É ver tinta e água a voar, jactos de farinha a serem disparados, arroz arremessado e muitos são aqueles que se sujam, mas é divertimento garantido (eu saí ileso, excepto por um bocado de arroz no ombro). É preciso é ir com o espírito aberto. Eu fui e gostei muito. Se arranjar fotos decentes prometo que exponho aqui na banca.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55

Peixeirada em directo na TVI

por Antero, em 23.05.09

Ok, peixeirada nesse canal é o pão nosso de cada dia. Mas convenhamos que ver Manuela Moura Guedes a levar na boca (e ela já leva uma bem grande) é sempre prazeroso. Se bem que não me admirava nada que o espectáculo todo fosse combinado. Nunca fiando em Moniz e na sua esperteza saloia.

 

 

Já temos assunto para os próximos dias! A professora de Espinho que tanto ensina aos seus alunos sobre sexo, linguados, árvores e novos vocábulos como "amiguíssimos" agradece do fundo do coração.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:54

Comodismo

por Antero, em 21.04.09

"Esta cidade está cada vez pior. Mas eu não a trocava por nada deste Mundo!"

 

Quem me conhece sabe que eu repito esta expressão inúmeras vezes. Gosto de Espinho, sempre gostei. Nasci aqui e sempre vivi cá. Quando era mais novo e sempre que ia para fora, costumava dizer que o momento alto da viagem era ver a primeira placa a dizer "Espinho". Não há nada como voltar a casa. Mas como se pode gostar tanto de um local que perde o interesse a cada dia que passa? Simples: comodismo. E agora que penso no assunto, se calhar o comodismo guiou os rumos da minha vida mais vezes do que imagino.

 

Sempre que tinha de mudar de escola, ia sempre para onde estudavam o meu irmão e os meus primos. Era mais cómodo. Quando escolhi a Universidade de Aveiro para estudar (embora não fosse a primeira opção) era porque queria voltar a casa todos os dias. Não há nada como a comodidade do lar. Mais tarde, acabei por ir morar para Aveiro por pura necessidade, mas não sem antes de estudar lá há um ano e conhecer os cantos à casa. Acabados os estudos, voltei para casa. Arranjei trabalho em Espinho, a poucos minutos de casa. Mais cómodo, impossível.

 

Dificilmente me atiro às coisas de cabeça. Lido bem com a rotina. Qualquer mudança deixa-me de pé atrás. Mesmo qualquer alteração ao estado normal das coisas é bem ponderada. E sempre com pessimismo. Altos voos nunca foram para mim. Acho piada às pessoas que se lançam numa empreitada apenas para fugir à rotina. Confesso que sinto uma ponta de inveja desses corajosos, mas depois penso que todos perseguimos uma rotina, mesmo que ela seja "não ser rotineira". Típico da espécie humana esta necessidade de se sentir cómoda. Não será por isto que temos os nossos grupos de amigos, que andamos pelos mesmos sítios, que trabalhamos todos os dias, que nos afeiçoamos e amamos alguém? Perseguimos a estabilidade pelo que ela nos oferece ou pelo que podemos oferecer aos outros?

 

Egoísmo ou altruísmo?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Rapidinhas #3

por Antero, em 13.04.09

Assim a modos de recapitulação:

  • acho que nunca transpirei tanto na minha vida como nas idas ao ginásio. Aliás, eu nem sabia que era capaz de transpirar;
  • apresentações em Flash fazem-se com uma perna atrás das costas, mas ter de voltar ao "arcaico" Powerpoint é chato, porém desafiante;
  • admito: estou viciado no American Idol, via Fox Life. O meu sonho é vir a ser como o Simon Cowell. O meu pesadelo é vir a tornar-me numa Paula Abdul;
  • assim à oitava ou nona crónica sobre cinema para o jornal Maré Viva escrevi a minha primeira crítica negativa. Mas Gran Torino é mesmo fracote. Não há desculpa para tamanho tropeção de Clint Eastwood. Ou melhor, até há: rever Mystic River e Million Dollar Baby e acabamos por desculpar tudo ao homem;
  • o FC Porto não vai passar pelo Manchester United: Jesualdo vai ser cagão, Helton vai frangar, Lisandro e Hulk vão falhar golos feitos e o United não vai perdoar. Mas, se isto não ocorrer, conto com a intervenção do senhor Platini: amigo, quer mesmo aquela gente nas meias-finais? Veja lá isso!
  • O Benfica jogou bem e perdeu. Mais um ano atrás do Sporting. Coisa indigna essa de ficar atrás de um clube que sofre 12 golos em dois jogos. Mas também é à frente do Benfica que aquela gente é feliz, então bora lá cantar a música do Ovo Kinder: "Felicidade!...";
  • É incrível como as ruas de Espinho são remendadas a toda a hora, mas basta vir uma chuvada célere e os buracos trazem reforços;
  • novo álbum de Blasted Mechanism ali na pasta pronto a ouvir;
  • troquei de telemóvel. Tarde e a más horas, mas está trocado. Menos um empecilho na minha vida. Faltam só 295...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

Actualidades #7

por Antero, em 13.01.09

Cristiano Ronaldo ganha prémio da FIFA

Aleluia! Não faço esta exclamação porque finalmente reconheceram o mérito do rapaz, mas sim porque a partir de agora poderá acabar o lobby intenso do próprio, da família do mesmo e da histérica comunicação social que queria à força toda reconhecer o seu minino, que ao serviço da Selecção Nacional não fez nada por aí além, sendo até constrangedor em alguns momentos. Como se esperava, depois das 20h de ontem, os canais foram inundados de declarações da saloia família (se a vida de Ronaldo fosse uma série, seria Entourage de certeza, mas em que ele só estaria rodeado de Turtles), de imagens de arquivo (acho que vi os golos ao Moreirense pelo Sporting umas 10 vezes em meia-hora; ele não fez mais nada de relevante por cá) e as congratulações da praxe. Claro que isto não acabou por ontem: nos próximos dias, devemos ter mil e uma reportagens a passar na televisão, jornais e revistas vão fazer capa e contar a história do moçoilo e o povo vai consumir isso tudo avidamente. E agora já posso ver futebol em paz?

 

Vaga de frio

Portugal Continental tem sido afectado por uma frente polar que mantido as temperaturas (muito) baixas e que até fez nevar em locais impensáveis. Obviamente que Espinho, numa completa inversão do que é normal, não viu neve. Só chuva. Gelada. Mas neve não. No Porto nevou, em Oliveira do Douro, Sandim e Gaia também, mas em Espinho nada. Em São João da Madeira também se viu neve, mas em Espinho só pela televisão. Tal como acontece imensas vezes no Verão, quando Espinho está rodeada de terras onde faz sol e o calor é uma constante e aqui está nevoeiro e o frio do costume, a minha cidade é a negação de todas as previsões meteorológicas. O aquecimento global só pode ter começado aqui. Porém, não pensem que aqui está calorzinho; está muito, muito frio. Mas lá que deve ser das mais quentinhas da zona Norte, lá isso deve.

 

Conflito Israel - Palestina

Ano após ano, esta história vai, invariavelmente, parar no mesmo. A postura das Nações Unidas de "deixa andar" faz com que este conflito se arraste há décadas e não se vislumbra resolução. Tudo porque ninguém se deve meter e o caso de Jerusálem e da Faixa de Gaza devem ser resolvidos entre ambos os povos. Ou seja, as comadres que se entendam. É compreensível: tomar uma posição de força para além do óbvio "condenamento das acções militares e terroristas" seria o admitir de um erro da ONU que tem décadas, ou seja, o mau planeamento e a péssima gestão da questão de Israel e das tensões no Médio-Oriente ao longo destes anos todos, principalmente quando o Governo israelita se recusou a cumprir todas as resoluções aprovadas pela ONU de retirada e da manutenção dos refugiados. É que nenhum dos lados irá ceder, porque um quarto do Mundo apoia Israel, outro quarto apoia a Palestina e a outra metade já tem problemas que chegue para se preocupar.

 

Arbitragens

Acho inacreditável o que se tem passado depois do jogo de Domingo entre o Benfica e o Sp. Braga. Até parece que o Benfica nem tinha sido prejudicado em bastantes jogos anteriores do campeonato. Mas sobre isso ninguém comenta: as vozes, que dantes condenavam que o imenso falatório sobre as arbitragens (como, por exemplo, a desse vendido que dá pelo nome de Jesualdo Ferreira) foram as primeiras a levantarem-se contra a actuação de Paulo Baptista. E é nojenta a atitude do responsáveis do Sp. Braga, qual lacaios de ocasião, como é a atitude do Sporting em só se fazer ouvir quando o Benfica é beneficiado. Onde andou esta gente nos últimos anos? Porquê tanta submissão ao FC Porto? É pelo Postiga? Jorge Jesus é outro que entrou na minha lista negra: sempre foi um cromo de primeira, mas, na época passada, o seu Belenenses foi empatar 1-1 ao Dragão com Postiga (olha ele outra vez) a marcar o golo do FC Porto em nítido fora-de-jogo junto ao árbitro assistente. Comentário de Jesus: "resultado justo". E depois vêm os portistas e o lagartos (embora isto não lhes diga respeito), com toda a moral lata do Mundo, reclamar que o Benfica é sempre beneficiado. Eu ainda acho que a arbitragem do jogo de Domingo foi para enganar. Daqui para a frente o Benfica, jogando bem ou mal, deverá ser ainda mais prejudicado. Mas isto sou eu a prever. Dito isto, convém referir que o Benfica fez um péssimo jogo contra o Sp. Braga e que estes mereciam, no mínimo, o empate. Mas em vez de ser uma vitória sofrida - o que nunca me deixa entusiasmado - tornou-se uma vitória sem mérito devido à actuação lastimável do árbitro. E eu odeio ganhar assim. O meu Benfica não precisa disto. Ao contrário de outros.

 

Golden Globes

Slumdog Millionaire e Vicky Cristina Barcelona foram eleitos como os melhores filmes de 2008 para a Imprensa Estrangeira em Hollywood. Não vi nenhum dos dois, embora alguns dos nomeados já estejam em fila de espera para os assistir. Mas o melhor foi ver a consagração absoluta de Kate Winslet (a minha actriz favorita no momento), de Mickey Rourke, Colin Farrell (a representar esse grande filme que éEm Bruges) e, como não podia deixar de ser, Heath Ledger que anda a papar tudo que é prémio com o seu Joker d'O Cavaleiro das Trevas. Uma pena queWALL•Etenha sido remetido ao estigma de "filme de animação", porque este filme merece todos os prémios e mais alguns. Quanto às séries, o previsível: 30 Rock a engolir tudo desde série (Entourage merecia mais), actor e actriz eMad Mena levar de vencida mais uma vez na categoria drama. Não havia LOST para torcer, mas Dexter já merece o prémio há muito, principalmente Michael C. Hall, a alma da série. Ainda assim, fiquei com saliva na boca para começar a ver In Treatment com o premiado Gabriel Byrne. Ah! Vamos agradecer aos Céus o facto de Clint Eastwood não ter ganho com a sua ridícula canção de Gran Torino, mas só a nomeação é uma facada bem funda na credibilidade do Golden Globe.

 

Bush passa testemunho a Obama

Este sim, um verdadeiro ALELUIA! de "vai e não voltes mais".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46

Acabou a boa vida

por Antero, em 02.12.08

Arranjei emprego! Sim, pelo INOV-JOVEM. Aquele programa de estágios profissionais do Governo. Quanto? Cerca de dois salários mínimos, mais uns trocos. Onde? Em Espinho. Sim, a 5 minutos de casa a pé. Sim, na minha área de formação. Não, não procurei, foi pura sorte. A sério! O patrão viu o meu currículo on-line há dois meses e decidiu falar comigo. Eu gostei da proposta, aceitei e indiquei-lhe uma candidatura para o tal programa. Que levou dois meses. Por isso é que estive parado e deixei de procurar. Porque já estava comprometido. E porque é em Espinho. A 5 minutos de casa. A pé. E porque vou estar encarregue da parte de Comunicação não de uma, mas duas empresas que estão a ser criadas. Uma maravilha! Confesso que já estava farto de "férias"...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Actualidades #5

por Antero, em 16.09.08

GALP e o preço dos combustíveis

Chulice. Não me ocorre melhor palavra para a atitude da GALP: o preço do petróleo baixa a cada dia, mas baixar os preços tabulados nem pensar. Pelo menos, não imediatamente. Quando subir, podemos esperar um acréscimo logo no dia seguinte. E já inventaram mil e uma desculpas para fugir com o rabo à seringa: são os assaltos aos postos de abastecimento (embora não conste que alguém tenha levado combustível), é o preço do crude que baixa em dólares e não se reflecte no euro (sem comentários...), até queriam aumentar o preço durante a noite por causa da insegurança. E o Governo assobia para o lado.

 

Cultos religiosos

Em tempos de crise, o povo vira-se para qualquer coisa que lhe dê esperança. Isto porque, pelo menos aqui em Espinho, têm-se multiplicado como coelhos as igrejas "alternativas". São já umas cinco ou seis. Todas diferentes, cada uma oferece um perspectiva distinta e uma oportunidade de acabar com os problemas de cada um (dizem eles). O dízimo é que não pode faltar, pois claro. Há uma que acho um piadão: chama-se Lions qualquer coisa e o slogan diz "a Igreja que tem cara de Leão" (devem ser adeptos do Sporting). Meus amigos, com um slogan assim, que vos leva a sério? O pior é que o Cine-Teatro S. Pedro cá da cidade estava parado há muitos anos e, recentemente, foi vendido a uma dessas igrejas. E o caldo entornou, porque esse espaço faz parte do erário público e não pode ser simplesmente vendido a um privado. Agora é ver a Câmara e a Junta a passar a batata quente para apurar responsabilidades, mas que lhes sirva de lição para não deixarem um espaço cultural em boas condições ao abandono. Espinhenses, uni-vos e formai uma comunidade tipo os Amigos do Coliseu (lembram-se?) e ajudai a salvar o Pedrinho das garras de Satanás (ok, exagerei um pouco agora).

 

Liga dos Campeões

Começa hoje a grande competição europeia. Digam o que disserem, a Liga dos Campeões tem outro perfume em relação às restantes competições de clubes (apesar de eu ser mais Taça dos Campeões Europeus). Será que o Sporting vai ajudar à crise do Barcelona? Ou como bons hóspedes, ajudarão a reconciliar os catalães com os adeptos? Será que é desta que Mourinho, novamente com tantos milhões na mão, ganha outra vez a Champions? O Real passará dos oitavos? E Scolari fará alguma coisa de jeito? O Manchester United desilude ou confirma? Será o FC Porto eliminado por outra equipa (muito) menos cotada? Platini continuará a atormentar o FC Porto a cada jogo da Champions? As respostas a partir de hoje até Maio de 2009.

 

Benfica TV

Boa aposta da parte do Benfica de inaugurar o próprio canal com a transmissão em exclusivo da partida da segunda mão com o Nápoles no MEO. Já que a Zon/TV Cabo andou a empatar o mesmo durante meses a fio, que sequem mais um tempinho (e, atenção, que eu tenho Zon). Mas acredito que, a longo prazo, a Zon e o Benfica acabem por chegar a acordo. Eu já tenho onde ver o jogo (ter amigos com MEO dá sempre jeito) e na altura farei a análise do mesmo, bem como do canal e da transmissão em si. Isto se o resultado for bom, senão... faço de conta que esqueci. Nos relvados, Quique Flores não esteve com meias medidas e suspendeu Cardozo dos treinos por falta de empenho. Já lhe chamam conflituoso. Quer dizer, Paulo Bento parece estar de relações cortadas com Vukcevic e Stojkovic e é disciplinador; Jesualdo Ferreira é insultado por Quaresma durante dois anos, mas, cuidado, que ele é disciplinador; Quique exige mais dos seus jogadores e é conflituoso. Há algo que me escapa na imprensa portuguesa...

 

Gotan Project em Portugal

Há dois anos, vieram cá duas vezes e eu não pude ir nenhuma. À terceira é (será?) de vez! Dia 20 de Dezembro, podem marcar aí na agenda, na Praça de Touros do Campo Pequeno. O pior é que só mesmo em Lisboa, desta vez eles não vêm ao Porto. O que me deixa fulo da vida, porque lá terei que me fazer à estrada ou pedinchar guarida aos alfacinhas. Mas desta não passa, raios! Alguém interessado desse lado?

 

Escolaridade obrigatória

Cavaco Silva defende a escolaridade obrigatória até ao 12º ano. O ensino secundário não deve ter mudado muito desde o meu tempo (até pareço velho a escrever uma coisa destas), embora tenha passado por duas ou três reformas... "teóricas", e quer-me parecer que, nas circustâncias actuais, aquilo que Cavaco defende é uma palhaçada. Se tentassem melhorar as condições e os critérios do ensino, assim até se podia pedir um alargamento da vida escolar. Mas enfim, neste Governo do "faz de conta", há algo com que podemos sempre contar: a coerência disfarçada. Qualquer medida tomada tem sempre o objectivo obscuro de mostrar que se reduzem as desigualdades, que se faz um grande esforço em conter o défice, que nas diferentes áreas da sociedade há progresso e que está tudo controlado. Tudo pelas aparências, num verdadeiro chico-espertismo à portuguesa. Umas vezes resulta, outras não.

 

Regresso às aulas

Já não sei o que isso é.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:20

Febre de domingo à tarde

por Antero, em 20.07.08

Domingo à tarde na minha cidade é sinónimo de circo. Ao contrário de grandes cidades como Aveiro (onde estudei e morei durante uns anos), Porto e Lisboa que ficam desertas e reina a calma, Espinho vê-se invadida por todo o tipo de gentalha que faz o que quer sem dar cavaco a ninguém. Nas alturas de calor e brisa agradável, a situação é elevada à décima potência. Como eu moro duas ruas acima da praia, a gentalha acaba, invariavelmente, por cá parar. Tomemos como exemplo isto: a minha rua é de duplo sentido mas, há uns anos, não o era. Nestes dias, ocorre quase como um regresso ao passado, uma vez que as pessoas, para ficar perto da praia (comodismo absoluto), estacionam à direita como se fazia antes. E empatam o trânsito. E as vizinhas vêm cá para fora reclamar. E os insultos sucedem-se. E as buzinas desatam a berrar. Filas de carros. Calor. Vizinhas. Insultos. Buzinas. Calor. Insultos. Buzinas. Engarrafamentos. O caos total.

 

Onde é que andam as forças policiais para deitar mão nisto? Para me passar uma multa por circular a 56 km/h não se fizeram muito rogados. O que falta a Espinho, e que existe em abundância noutras paragens, é um shopping center. Ao menos, a gentalha tinha um circo para se entreter e não me torravam a paciência. E parece que os espinhenses vão ter direito a um! Um Dolce Vita! Até pode ser um galinheiro como o de Ovar, desde que albergue estes tristes todos. Finalmente paz e sossego, pensava eu. Só que há um detalhe: parece que o shopping vai ser mesmo ao lado de minha casa. Porcaria de planeamento urbanístico.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09


Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D