Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Crónicas do mundo do trabalho #6

por Antero, em 08.06.09

Férias...

 

Parecendo que não, já levo 6 meses de trabalho. Em jeito de balanço muito resumido, a coisa tem os seus prós e contras como tudo na vida. Há dias bons, menos bons, relaxados, stressantes, tarefas porreiras, fretes, elogios, raspanetes, grande folga financeira, tempo bastante apertado,... enfim, o pacote completo de qualquer posto de trabalho.

 

Amanhã entro de férias. Eu não contava com elas, mas o meu patrão decidiu "confirmá-las" hoje, aproveitando os dois feriados e o facto de ele fazer uma viagem para o outro lado do globo. Conveniente para ele; igual ao litro para mim. E não conto ir para lado nenhum, uma vez que não tive tempo para marcar seja o que for, mas a vontade também não é muita. Vou mas é aproveitar para descansar muito, dormir ainda mais, despachar duas mãos cheias de filmes em atraso, tentar alinhavar várias séries, gravar muita coisa em DVD, organizar o portátil, arrumar o quarto (que está caótico), fazer praia se o tempo permitir, visitar uns amigos a Aveiro e no Porto e, quiçá, fazer exercício físico para além do ginásio.

 

Parece-me bastante coisa para fazer em poucos dias. Porém, se me ficar pelas duas primeiras já dou a semana de férias por positiva. Ahhh, férias...

 

publicado às 21:53

Pragas do mundo moderno #11

por Antero, em 20.05.09

 

INSÓNIA

 

publicado às 00:51

Crónicas do mundo do trabalho #5

por Antero, em 04.04.09

Trabalhar aos Sábados é:

  • Não poder sair até mais tarde numa Sexta à noite;
  • Acordar cedo neste dia devia ser proibido por lei;
  • Ouvir o Ambientasons na Antena 3, o que nunca é bom (pelo menos para acordar);
  • Dar no duro enquanto o resto do Mundo descansa;
  • Não poder ver os jogos da Premier League, mas também livro-me de arrumar a casa (nem sei qual preferia, sinceramente);
  • Um tédio!
  • Desesperar pelas 19 horas;
  • Não ter cabeça nem vontade para sair à noite até muito tarde;
  • Despertar no dia seguinte e pensar: "amanhã de manhã já estou a trabalhar outra vez".

publicado às 12:19

Work it all out

por Antero, em 31.03.09

Já referi isto no Twitter, mas cá vai novamente: inscrevi-me num ginásio. Porém, não é este facto que me leva a escrever este post. Quando preenchia o formulário da inscrição, foi-me pedido que indicasse a minha profissão. Foi a primeira vez desde que comecei a trabalhar que me pediram tal coisa. E lá escrevi: técnico de multimédia. Confesso que ainda tive o impulso de escrever "estudante" - que, teoricamente, não é uma profissão, mas toda a gente percebe o intuito - e o que ficou para a História foi o primeiro registo da minha profissão. Devia ter tirado uma foto.

 

Quanto ao ginásio... pois... bem... olhem, lá teve de ser. E eu não sou dado a essas coisas de exercício físico. Durante anos, vi amigos e familiares praticarem desporto e andarem de muletas, ligaduras, doridos, essas coisas todas e eu nada. Menos exercício significava menos propensão a lesões. Agora queixo-me: estou todo partido e não me esforcei por aí além! Ai, ai...

 

publicado às 23:58

Crónicas do mundo do trabalho #4

por Antero, em 23.03.09

Típico dia de trabalho:

 

Entrar ao serviço;

 

Esperar pela pausa do café;

 

Café;

 

Esperar hora de almoço;

 

Almoço;

 

Esperar intervalo do lanche;

 

Intervalo do lanche;

 

Cigarro;

 

Esperar hora de saída;

 

Fazer tudo à pressa antes da hora de saída, para ter algo que demonstre que se trabalhou imenso ao longo do dia;

 

Ouvir raspanete porque, para além das coisas não estarem feitas, foram feitas em cima do joelho;

 

Prometer que no dia seguinte tudo estará pronto;

 

Hora de saída;

 

Repetir tudo outra vez no(s) dia(s) seguinte(s).

 

publicado às 11:13

Pragas do mundo moderno #9

por Antero, em 15.03.09

 

 

BUROCRACIA

 

publicado às 23:56

O tesão

por Antero, em 09.03.09

Estou teso. Isso mesmo: sem tusto. Que merda. Tudo porque o raio do cheque do mês passado ainda não deu entrada na conta, embora esteja disponível (há vários dias) no muito conveniente "saldo contabilístico". A vontade que tenho é de invadir o banco mais próximo da Caixa Geral de Depósitos, dar uma de Manuel Subtil e não arredar pé até me darem o meu suadinho salário. E fazia isso já amanhã, mas o mais certo seria eles aguentarem-me até ao meio-dia e meia e depois: "Aaahhh, está na hora do almoço!" e, como tenho de trabalhar às 13h, nada feito. Para o almoço há sempre pressa, mesmo que tudo o resto tenha sido feito a passo de caracol.

 

Um gajo vê-se a trabalhar e nunca mais pensa em voltar para o outro lado da barricada, que é como quem diz, pedir dinheiro aos progenitores. Humilhação suprema: andar a pedinchar o irmão, estudante universitário, para café e tabaco. O cabelo já está para ser cortado vai para uma semana, os pés já choram por umas sapatilhas novas, a impressora nova (que devia ter sido eu a pagar, porra!) precisa de papel, mas tudo isto terá de aguardar no "contabilístico".

 

"Banco é Caixa."

 

Vai pró caralho, Scolari!

 

publicado às 21:43

Pragas do mundo moderno #8

por Antero, em 17.02.09

 

 

PREGUIÇA PÓS-ALMOÇO

 

publicado às 14:08

Rapidinhas #1

por Antero, em 09.02.09
  • Como já devem ter reparado, as actualizações aqui no estaminé não andam famosas e isto ocorre por duas razões: falta de tempo e falta de vontade. Ando cheio de trabalho e quando arranjo algum tempo livre a minha cabeça entra em modo de "hibernação consciente", pelo que vir para aqui escrever não está no topo das minhas prioridades. Assim, é com muita pena que anuncio a interrupção da rubrica Episódios da Semana, mas é que já não tenho pachorra para escrever todas as semanas sobre séries. Mas fica prometido que, quando cada uma das séries chegar ao fim da temporada, faço um post a analisar a mesma. Até porque não dispenso a oportunidade de maldizer de Heroes. Mas não desesperem: LOST continuará a merecer destaque todas as semanas. Afinal, há séries boas e séries más. E depois há LOST.
  • Ontem fui a uma discoteca cá do burgo a uma festa chamada Volver, onde só passam músicas dos anos 70, 80 e 90. Para quem gosta de velharia e se diverte horrores com canções que em situações normais morreria de vergonha (como eu) é um prato cheio. A companhia era excelente, revi pessoal que não via há meses e a música era boa, daquelas que o meu colega Samuel Almeida não desdenharia incluir no seu blog. Uma daquelas noites à "antiga", a fazer lembrar os meus 16, 17 anos. Pena é que o corpo já não acompanha condignamente a pedalada de outrora.
  • Quanto ao jogo desta noite, não vou tecer muitos comentários. Só queria dizer isto: então senhores tri-campeões nacionais, arautos do bom futebol e mártires do futebol português, isto é o melhor que conseguem fazer? Poupam jogadores durante a semana, "menos de 3-0 é derrota!", melhor assistência da época e foi preciso cavar um penalti de fazer Jardel e Liedson corar de vergonha e nem assim ganham? Que fraquinhos. Não achei nada escandaloso o roubo no Dragão: aquilo é a regra, não a excepção.

E agora me vou. Até um dia destes.

 

publicado às 00:58

Crónicas do mundo do trabalho #3

por Antero, em 11.01.09

Quem me conhece e/ou segue este blog sabe que eu tinha uma verdadeira antipatia pelo dia da semana que dá pelo nome de Domingo.

 

Pois é, tinha.

 

Isto de trabalhar 6 dias por semana, principalmente com 8 horas ao Sábado divididas pela manhã e pela tarde, faz com que o meu dia de descanso absoluto ficasse reservado para os Domingos. E chateia-me imenso sair ao Sábado à noite e estar completamente de rastos. Não que os Domingos tenham passado a ser a oitava maravilha do Mundo: ainda continuo a achar que este dia é uma bosta porque me sinto em contra-relógio para mais uma semana de trabalho (e já estou a descontar a saloiada que decide dar sinal de vida nesta altura). Sempre me senti assim. Já para não falar do facto que trabalhar 6 dias por semana (embora cumpra as 40 horas legais) me dá a impressão de não ter tempo para nada. Mas é só impressão. Quando isto entrar em velocidade de cruzeiro ninguém me vai parar. A não ser dois berros do patrão. E como já não vou ao cinema há quase um mês, hoje é o dia. A Troca será o filme e depois a resenha vem cá parar.

 

PS: a malta anda a criar blogues e não avisa nada a ninguém (ou então ando muito distraído, o que não é de admirar). Vai daí, adicionei ali ao lado mais cinco ligações para blogues de ex-colegas da faculdade. Peço especial atenção para o blogue da Carolina, uma rapariga fixe, não bué da fixe. Apenas fixe. (private joke, minha gente)

 

publicado às 16:00


Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D