Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Quem matou Rosie Larsen?

por Antero, em 15.08.11

 

Sem spoilers, minha gente!

 

The Killing - temporada 1

A melhor estreia da fornada 2010/2011 não é um épico comoGame of Thrones, mas sim algo minimalista como The Killing. Adaptada de um original dinamarquês, a série acompanha as repercussões do cruel assassinato da jovem Rosie Larsen, uma rapariga bonita, de boas famílias e com um futuro promissor pela frente, mas, claro, com certos esqueletos no armário que acabaram por ser a sua ruína.

 

Twin Peaks? Bem... mais ou menos. Enquanto a série de David Lynch e Mark Frost preocupava-se mais com a pequena comunidade habitada por indivíduos peculiares (para dizer o mínimo) e relegava o mistério para segundo plano, The Killing adopta outra abordagem e cada episódio restringe-se a cada dia da intensiva e desgastante investigação do homicídio. Suspeitos são acusados e descartados para, mais tarde, voltarem aos holofotes da dupla formada por Sarah Linden (brilhante Mireille Enos), uma detective traumatizada com um caso anterior mal resolvido e uma vida pessoal prestes a implodir, e Stephen Holder, um policial mal-amado por acções passadas e que pode ter obscuras intenções na investigação. Ao mesmo tempo, acompanhamos o choque e o consequente colapso do núcleo familiar de Rosie e seguimos a campanha de um promissor político que, indirectamente, vê-se envolvido no caso e com as eleições à porta.

 

Atmosférico e repleto de interpretações viscerais, The Killing é o anti-CSI: os detectives deparam-se com obstáculos de todos os quadrantes, há avanços e recuos no processo, erros são cometidos e tudo acontece com relativa lentidão – e quando a série vira o seu foco para os dramas pessoais, fá-lo de maneira subtil e eficaz e assim entendemos facilmente a dedicação profissional quase obsessiva de Linden, o facto de Holder ter de provar a sua competência para aqueles que o rodeiam (ainda que por portas travessas) ou o receio dos Larsens de que a morte da filha desperte algo mais que já estaria enterrado no passado. Além disso, a narrativa é mergulhada na pouco solarenga e chuvosa Seattle, num clima sombrio e depressiva que rima com o luto da morte de um familiar e com o carácter ambíguo de todas as personagens. Compreendo a desilusão de muita gente com o desfecho da temporada, mas como eu já sabia o que não iria acontecer, pude relaxar e embrenhar-me na morte da doce e enigmática Rosie Larsen e sentir os efeitos naqueles que a rodeavam.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:34



Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D