Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Oscars 2016 - previsões

por Antero, em 27.02.16

oscar2016

 

A minha ordem de preferência para Melhor Filme:

Mad Max: Estrada da Fúria

Quarto

O Caso Spotlight

A Queda de Wall Street

Brooklyn

Perdido em Marte

The Revenant - O Renascido

A Ponte dos Espiões

 

Desde que a categoria de Melhor Filme foi alargada em 2009, acho que é a primeira vez que consegui ver todos os nomeados bem antes da cerimónia. E mais: vi-os todos no cinema. E, ao contrário de outros anos, é uma boa colheita: mesmo o "pior" deles (A Ponte dos Espiões) é um bom filme - e isto diz muito. Também ao contrário de outras edições, as categorias de Filme e Realizador não contam com um ou dois favoritos claros, já que os prémios dos Sindicatos dividiram o mal pelas aldeias. Mas isto é o Oscar e trata-se de uma eleição, logo ganha aquele com melhor campanha. E só uma obra desta lista arrebataria de caras o Oscar de Melhor Campanha - daí que não possa afirmar que será um tiro no escuro, mas espero estar enganado.

 

Mais interessante que os prémios, é saber como Chris Rock se comportará diante das polémicas de discriminação racial que explodiram nesta edição (e já foi tarde). Se Rock tivesse abdicado de apresentar em protesto, ganharia o meu respeito. Como decidiu avançar, espero que pegue no touro pelos cornos e arrebente com a noite da mesma forma que Mad Max vai arrebentar nas categorias técnicas.

 

Chega de conversa e vamos lá às apostas!

 

MELHOR FILME

Vai ganhar: The Revenant - O Renascido. Porque é o mais falado, promovido e premiado até aqui.

Devia ganhar: Mad Max (opinião pessoal) ou Spotlight ou A Queda de Wall Street. Porque são melhores do que ver duas horas e meia de DiCaprio a passar as passas do Algarve enquanto berra, rasteja e sofre rodeado de norte-americanos sujos e uma xaropada espiritual índia com paisagens de tirar o fôlego.

 

MELHOR REALIZAÇÃO

Vai ganhar: Alejandro G. Iñarritu (The Revenant) que juntar-se-á a John Ford e a Joseph L. Mankiewicz no seleto grupo de realizadores que receberam o prémio duas vezes seguidas.

Devia ganhar: George FUCKING Miller!

 

MELHOR ATOR

Vai ganhar: Leonardo DiCaprio (The Revenant). Ou vai ou racha!

Devia ganhar: DiCaprio, mas convenhamos que a campanha para a sua iminente vitória já enjoa.

 

MELHOR ATRIZ

Vai ganhar: Brie Larson (Quarto). É a absoluta favorita.

Devia ganhar: Tirando Jennifer Lawrence que só lá está por ser a queridinha de Hollywood (e digo isto como fã da atriz) e logo por um filme medíocre, o prémio ficaria bem entregue a qualquer uma das restantes.

 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Vai ganhar: Sylvester Stallone (Creed: O Legado de Rocky)

Devia ganhar: Stallone. É a narrativa perfeita: criou a personagem, foi nomeado há 40 anos, fez um sucesso tremendo apenas para cair no esquecimento, recuperando anos depois e voltando agora como secundário. E, escolhas de carreira tenebrosas, Stallone é um grande ator e um veterano da indústria. Vai ter a sala de pé a aplaudi-lo.

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Vai ganhar: Jennifer Jason Leigh (Os Oito Odiados). É ela ou Alicia Vikander (A Rapariga Dinamarquesa) que nem secundária é no próprio filme, mas sim a protagonista. Mas aposto em Leigh até pelo injusto descaso reservado a Tarantino este ano.

Devia ganhar: Alicia Vikander, embora ela seja a protagonista e esteja na categoria errada e eu não me calarei com isto até ao fim dos meus dias!

 

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Vai ganhar: Spotlight

Devia ganhar: Divertida-Mente (uma vergonha não ter mais nomeações) ou Spotlight.

 

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Vai ganhar: A Queda de Wall Street

Devia ganhar: A Queda de Wall Street. Uma história complexa executada de forma elegante e tudo começa no argumento.

 

MELHOR FILME LÍNGUA NÃO-INGLESA

Vai ganhar: O Filho de Saul, da Hungria. É sobre o Holocausto. Preciso dizer mais alguma coisa?

Devia ganhar: Não vi nenhum dos nomeados.

 

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Divertida-Mente

Devia ganhar: Categoria fortíssima: só não vi Memórias de Marnie (estreia em abril) e todos os outros são muito, muito bons e mais uma prova que os Golden Globes não percebem nada disto. Mas estando lá a Pixar e ainda por cima com um filme encantador que ressuscitou a velha magia do estúdio (para a perder logo de seguida com A Viagem de Arlo), é óbvio que Divertida-Mente leva fácil. E também seria o meu voto.

 

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Mad Max

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Vai ganhar: The Revenant

Devia ganhar: Mad Max

 

MELHOR MONTAGEM

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Mad Max ou A Queda de Wall Street

 

MELHOR BANDA SONORA

Vai ganhar: Os Oito Odiados

Devia ganhar: Ennio Morricone, é agora!

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Vai ganhar: '‘Til it Happens to You' (The Hunting Ground)

Devia ganhar: Desde que não ganhe aquela porcaria de tema de Spectre, estou por tudo (sim, até por As Cinquenta Sombras de Grey).

 

MELHOR GUARDA-ROUPA

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Mad Max

 

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Vocês viram Mad Max?!?

 

MELHOR MISTURA DE SOM

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Mad Max

 

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Vai ganhar: Mad Max

Devia ganhar: Mad Max

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vai ganhar: Star Wars: O Despertar da Força. Embora haja o urso de The Revenant, mas...

Devia ganhar: Star Wars: O Despertar da Força ou Ex Machina

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Vai ganhar: Amy. É o favorito por razões óbvias.

Devia ganhar: Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO (curta-metragem)

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Bear Story

Devia ganhar: We Can't Live Without Cosmos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

Oscars 2015 - tweets ao vivo

por Antero, em 23.02.15

Comentários que fui fazendo no Twitter antes e durante a cerimónia dos Oscars deste ano (informações que adicionei posteriormente em itálico):

 

Certo, já dormi duas horas para que as outras duas que irei dormir mais tarde não me lixem (muito) o trabalho amanhã. Bora lá aos Oscars!

 

Com que então na SIC? Seria boa altura para inovar: sem locutores portugueses e... Hummm, mas não. Lá estão eles que não se calam.

 

Bom, mas temos um rodapé com informações em português e até hashtag no Twitter. Embrulha, TVI, sua estação parada nos anos 90.

 

Mas pior que ter comentadores durante a cerimónia é ter comentadores durante a porcaria do Red Carpet.

 

Ainda falta meia-hora para arrancar?! Aiiii, bem que podia ter dormido mais um pouco.

 

Ver o Red Carpet ou o The Master - O Mentor na RTP? Hummmmmmmmmmmmmmm...

 

Com Neil Patrick Harris, é garantido que teremos um anfitrião mais virado para o espectáculo (ex: números musicais) do que para o humor.

 

É o estilo de Harris e não é propriamente desagradável. Mas já sabem que, para mim, era Ricky Gervais (aliás, repito isto todos os anos).

 

Anteriormente, não me importava muito com a atribuição dos Oscars, mas hoje não me importo mesmo nada. Pode ser honesto, mas não é justo.

 

Bem, bora lá começar isto. É como uma prova de resistência, tipo 24 horas de Le Mans.

 

Pumba! Primeiro número musical ainda nem passou um minuto.

 

Porra, pá! Calem-se lá!

 

Ok, estes comentadores são ridículos. Acho que até um relatador de futebol fazia melhor figura.

 

J. K. Simmons está electrizante em Whiplash. Nunca uma frase como "Not quite my tempo" soou tão ameaçadora.

 

Harris está a safar-se muito bem. E acho que vou ficar a ver o feed da mala do que a cerimónia inteira. Deve ser mais interessante.

 

Grand Budapest Hotel é muito bom. E isto digo eu que não sou nada maluco por Wes Anderson.

 

Adam Levine a cantar no palco. Tempo da mijinha!

 

(Jennifer Lopez e Chris Pine entram em palco)

"- E também apresentam as nomeações.

- Verdade!".

Ai, estes comentadores...

 

Lembro-me de ler um editorial de João Lopes sobre o valor perdido do silêncio na Televisão, o que só torna tudo mais irónico.

 

Ish, primeiro falhanço. Pensei que Foxcatcher apanhava esta. (Se Neil Patrick Harris pode falhar nas piadas, eu também posso!)

 

Os comentadores estão tão desalinhados que até tenho receio de os ouvir durante os intervalos.

 

Ida obviamente que era o favorito. A Academia tem sonhos molhados com a Segunda Guerra Mundial.

 

Oh pá, O Filme Lego só estar nomeado para Melhor Canção é revoltante.

 

Gostei da tirada sobre o facto do espectacular David Oyelowo não ter sido nomeado por Selma.

 

Ups, momento musical já sabem: casa de banho. Ou cigarro.

 

Ai, já vou em três falhanços.

 

Isso, Emma Stone, contenta-te aí com o Oscar de lego.

 

Yeah! Primeiro prémio para Boyhood! -- mal sabia eu que seria o único.

 

E pensar que CSI: Cyber vai ser agora publicitado como tendo uma vencedora de um Oscar. o.O

 

Se na SIC Caras está a passar com áudio original, quer dizer que a SIC está a passar a versão dobrada?

 

Vá lá que Interstellar ganhou alguma coisa ou os fanáticos do Nolan iam pirar.

 

Só por Como Treinares o Teu Dragão 2 não ter ganho já fico satisfeito. E vão 4 falhanços.

 

Que saudades da Pixar de outros tempos, mas a Disney tem compensado. Quem diria?

 

Minto: 5 falhanços. Também errei na Curta-Metragem de Animação.

 

No fundo, eu quero é que este domingo passe rápido e chegue logo o próximo com novos episódios de The Good Wife.

 

Idris Elba tem a puta de uma presença em frente às câmaras, é qualquer coisa de hipnótico.

 

Não é discussão nova e está carregada de polémica estúpida, mas Idris Elba daria um óptimo Batman ou James Bond.

 

Quando Meryl Streep falecer (após atingir as 50 nomeações), vai ter uma cerimónia dos Oscars só para ela.

 

Então o filme que tem elipses de um ano não leva Melhor Montagem? Ai, ai... (6 falhanços e a coisa está a ficar preta).

 

J. K. Simmons devia perguntar à Academia "are you rushing or are you dragging?".

 

Ainda estou para perceber como Idina Menzel passou a "Adele Dazeem". Mas gostei de ver o desportivismo de Menzel e Travolta.

 

Belíssimo discurso de John Legend. O Oscar devia dar sempre para isto: uma audiência mundial de milhões, então digam algo de jeito.

 

Sei que já falei nisto, mas não me conformo: Nightcrawler devia ocupar o lugar de O Jogo da Imitação em Filme, Realização e Actor.

 

Por mais que adore Cumberbatch, reduzir o fascinante Alan Turing a um Sheldon Cooper de segunda é imperdoável. O Jogo da Imitação é "nhé".

 

Lady Gaga a cantar Julie Andrews? Estranho, mas aparentemente resulta.

 

Os britânicos fazem sempre os melhores discursos. Pura classe. -- no discurso de Julie Andrews.

 

Ai, sétima categoria que erro. O que vale é que não deverei falhar nenhuma das principais. -- não, claro que não...

 

Eu queria muito já estar a dormir às 5 da manhã, mas por este andar vai ser impossível.

 

Ok, este ano a pontaria está desafinada e começo a temer por Boyhood.

 

Aaaarghhhh!!!! Melhor Argumento para O Jogo da Imitação?! Minha nossa, que falta de gosto. E já vou com 9 falhanços!

 

Faltam 4 categorias e há anos que não falhava tanto. E achava eu que isto ia ser muito previsível.

 

Excelente discurso do argumentista de O Jogo da Imitação, já agora. Atenuou um bocado a raiva.

 

É agora: Boyhood versus Birdman, round 1!

 

Puta que pariu! 10 erros, metade das previsões ao lado. E a Academia premiou um mexicano pela segunda vez. Wow!

 

Preferia Michael Keaton, mas Eddie Redmayne merece. E a euforia dele é contagiante.

 

Ah, finalmente Julianne Moore!

 

Bom, Boyhood não vai ganhar Melhor Filme. Um vencedor máximo só com dois prémios seria algo inédito nas últimas largas décadas.

 

Vai dar Birdman e seja! Vou entrar em modo de antecipação para o encaixe ser mais fácil.

 

"Não vou interromper." - diz João Lopes com quatro horas de atraso.

 

Aí está: Birdman é o grande vencedor da noite. Óptimo filme, mas o meu coração chora por Boyhood.

 

Lembram-se quando disse que isto iam ser uns Oscars previsíveis? Pois bem, errei 11 em 21 previsões. Sou um embuste.

 

E daqui a 4 horas pego ao serviço. Ninguém merece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:19

Oscars 2015 - previsões

por Antero, em 22.02.15

oscar2015

 

A minha ordem de preferência para Melhor Filme:

Boyhood - Momentos de Uma Vida

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Whiplash - Nos Limites

Grand Budapest Hotel

Selma

Sniper Americano

A Teoria de Tudo

O Jogo da Imitação

 

MELHOR FILME

Vai ganhar: Boyhood

Devia ganhar: Birdman tem papado tudo o que é prémio e é o grande rival do filme de Linklater. No entanto, eu acredito que a Academia vai premiar o esforço de 12 anos, até porque Boyhood é menos experimental e mais humanista e sensível. E, quanto a mim, melhor filme também.

 

MELHOR REALIZAÇÃO

Vai ganhar: Richard Linklater (Boyhood).

Devia ganhar: O hábito recente de dividir os prémios principais não deverá acontecer hoje devido principalmente a um infeliz acaso: depois de Alfonso Cuáron, não me parece que a Academia dê o Oscar a um mexicano dois anos seguidos. Além disso, Linklater é querido pela indústria e esteve doze anos neste projeto.

 

MELHOR ATOR

Vai ganhar: Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Devia ganhar: A disputa é entre Redmayne e Michael Keaton (meu favorito), mas a Academia ama interpretações que requerem transformações físicas e a verdade é que a Redmayne eleva-se acima do mediano filme que o rodeia.

 

MELHOR ATRIZ

Vai ganhar: Julianne Moore (O Meu Nome É Alice)

Devia ganhar: Não há grande discussão aqui: mesmo sem ver o filme, o favoritismo de Moore sente-se a quilómetros. Numa categoria a que só torço o nariz a Felicity Jones, não ficaria desagradado se Rosamund Pike ou mesmo Reese Witherspoon vencessem.

 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Vai ganhar: J. K. Simmons (Whiplash)

Devia ganhar: Vocês viram Whiplash?!?

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Vai ganhar: Patricia Arquette (Boyhood)

Devia ganhar: Sem perceber o que fazem Emma Stone e Keira Knightley ali (embora adore as duas atrizes), o meu prémio iria para Arquette ou Laura Dern.

 

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Vai ganhar: Grand Budapest Hotel. Para compensar a tareia que vai levar nas outras categorias principais.

Devia ganhar: Provavelmente a categoria mais bem servida da cerimónia já que a qualquer um ficaria bem entregue o prémio, embora eu adorasse que Nightcrawler - Repórter na Noite levasse alguma coisa para casa.

 

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Vai ganhar: A Teoria de Tudo

Devia ganhar: Aqui admito que é um tiro no escuro já que estou completamente às cegas: A Teoria de Tudo e O Jogo da Imitação são convencionais como a Academia gosta, Sniper Americano é o sucesso do momento e Whiplash e Vício Intrínseco são menos comerciais e, normalmente, encontram aqui algum tipo de consagração. Por mim, ficaria com Whiplash.

 

MELHOR FILME LÍNGUA NÃO-INGLESA

Vai ganhar: Ida, da Polónia. É o favorito.

Devia ganhar: Não vi nenhum dos nomeados.

 

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Como Treinares o Teu Dragão 2

Devia ganhar: O Filme Lego. Ai não está nomeado? Errrr... então Big Hero 6.

 

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA

Vai ganhar: Grand Budapest Hotel

Devia ganhar: Grand Budapest Hotel

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Vai ganhar: Birdman

Devia ganhar: Birdman

 

MELHOR MONTAGEM

Vai ganhar: Boyhood

Devia ganhar: Boyhood

 

MELHOR BANDA SONORA

Vai ganhar: A Teoria de Tudo

Devia ganhar: Grand Budapest Hotel

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Vai ganhar: 'Glory' (Selma)

Devia ganhar: Não faço ideia.

 

MELHOR GUARDA-ROUPA

Vai ganhar: Grand Budapest Hotel

Devia ganhar: Grand Budapest Hotel

 

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Vai ganhar: Foxcatcher

Devia ganhar: Guardiões da Galáxia

 

MELHOR MISTURA DE SOM

Vai ganhar: Sniper Americano

Devia ganhar: Sniper Americano

 

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Vai ganhar: Birdman

Devia ganhar: Birdman

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vai ganhar: Interstellar

Devia ganhar: Planeta dos Macacos: A Revolta

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO (curta-metragem)

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: The Bigger Picture

Devia ganhar: The Bigger Picture

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00

Oscars 2014 - tweets ao vivo

por Antero, em 04.03.14

Comentários que fui fazendo no Twitter antes e durante a cerimónia dos Oscars deste ano (informações que adicionei posteriormente em itálico):

 

A minha vontade de acompanhar os Oscars esta noite é zero, mas lá terá que ser. Tradição é tradição!

 

É uma pena que Nikki Finke tenha saido do Deadline Hollywood. A sua cobertura dos Oscars em 2013 - recheada de acidez - foi memorável.

 

Humpf... não há pachorra para o Red Carpet. Até o Bill Murray se rendeu ao "evento".

 

Até sketches (sem grande piada) metem no meio do Red Carpet. Eles próprios já perceberam a insignificância do desfile. -- Eram sketches do Jimmy Kimmel.

 

Chuva: a maior ameaça à cerimónia deste ano.

 

Os Oscars são uma premiação previsível - mesmo quando achamos o contrário. É só andar atento aos prémios dos Sindicatos, que estúdios fazem mais campanha e, claro, perceber a "sensibilidade" da Academia. Histórias como a de Barkhad Abdi são mel para os Oscars.

 

Embora eu ache que Abdi não vá ganhar, atenção. Jared Leto tem papado praticamente tudo.

 

A transmissão dos Oscars é a negação da TVI: os intervalos são muitos, mas CURTOS!

 

Bora lá então. São só HORAS disto.

 

Boa Ellen! Mal entra, esfrega na cara da Academia a sua própria presunção.

 

Gosto do estilo casual de Ellen. Mas o sonho é mesmo Ricky Gervais a apresentar.

 

Alguém devia ter enviado o guião da cerimónia para os comentadores da TVI saberem quando NÃO deviam falar. Tipo, nunca!

 

Pumba! As fãs dos Thirty Second to Mars descobrem o orgasmo.

 

Que horror esta actuação do Pharrell Williams. Faz justiça ao filme que representa.

 

Depois de ver Jared Leto a ganhar, Diogo "hot Jesus" Morgado também já sonha com a estatueta.

 

Até a apresentar um prémio Samuel L. Jackson fala com aquela cadência toda badass.

 

Tu queres ver que um filme Jackass vai ganhar um Oscar e... ufff, que alívio.

 

Harrison Ford tem fama de ser mal-humorado. Eu também ficaria depois de Indiana Jones 4.

 

American Hustle: super-mega-hiper-sobrevalorizado. Como já tinha sido com Guia Para um Final Feliz.

 

E não, não cheguei a ver Her, Nebraska e O Clube de Dallas. Vergonhoso.

 

Os prémios técnicos só não são chutados de vez da cerimónia porque... nem sei. Mas para esta "menção", mais vale nem levá-los lá.

 

Go Feraaaallllll!!!! #patriotismo #orgulhonacional #tugapower

 

Xenófobos da merda! Não gostam de portugueses é o que é! #bairrismo #roubo #foioárbitro

 

Vai Frozen!

 

"Are you ready?" - Sério? -- antes de anunciarem Frozen - O Reino de Gelo como Melhor Animação.

 

Comentador diz que Frozen pode ganhar mais um Oscar. A colega, segundos depois, repete a informação. Qualidade TVI!

 

Para perceberem como a Academia gosta de dar palmadinhas nas próprias costas, basta ver estes "vídeos institucionais" que nos espetam.

 

Nas categorias técnicas, Gravidade devia ser hors concours. Poupavam 2 das 20 horas que dura a cerimónia.

 

Pensei que Zac Efron estava internado em desintoxicação. #momentoCaras

 

Jason Sudeikis namora com Olivia Wilde. Cabrão!

 

Kate Hudson deve olhar para McConaughey e pensar: "Ei, não devias estar aqui. Devias estar comigo a filmar uma comédia romântica merdosa".

 

É algo que me fascina pelas "condicionantes" e que lamento estar completamente a leste: documentário de curta-metragem.

 

Bom, Ellen, eu tenho fome. Vou-me empaturrar de batatas fritas que isto está muito chatinho.

 

Melhor discurso da noite, fácil, fácil.

 

Kevin Spacey entra em grande. E tinha de vir o gajo da TVI arruinar o momento.

 

Angela Lansbury... Oscar, Disse Ela.

 

Que momento lindo. Venha daí essa foto.

 

Caraças, não consigo twittar nada. Raios te partam, Twitter de merda! -- a famosa selfie de Ellen DeGeneres havia deitado o Twitter abaixo durante uns minutos.

 

Ah, menos mal.

 

Lupita Nyong'o merece muito este prémio. A interpretação dela é de arrepiar.

 

Ok, Gravidade ganha Melhor Fotografia (duh!). Mas é um escândalo como o fabuloso Roger Deakins foi nomeado 11 vezes e nunca ganhou.

 

Isto é homenagem ao Feiticeiro de Oz ou ao decote da Pink?

 

Siga mais um "vídeo institucional" sobre "heróis". Tudo bem que a Academia quer chegar aos jovens, mas este modo YouTube é ridículo. -- modo YouTube = fan video.

 

Errr... não incluíram Alain Resnais? Ou fui eu que perdi? -- não, não chegaram a incluir. Não houve tempo.

 

Roger Ebert. Que saudade dos seus textos.

 

Credo! Goldie Hawn está quase irreconhecível, exceto pelo cabelo.

 

Let It Go é uma música belíssima. E a sequência no filme é uma das melhores de 2013. Tive pena de não ver no grande ecrã.

 

E é claro que as músicas nomeadas são retalhadas sem dó e cantadas a correr, não vá a malta jovem mudar de canal.

 

6 prémios para Gravidade. Se 12 Anos Escravo não ganhar Argumento, começo a achar que perde Melhor Filme.

 

Seria estranho o que ganha Melhor Filme só ter 2 óscares. O mínimo, há vários décadas, são 3 (tipo Argo, no ano passado).

 

"Happy Oscars to you / Let's do Frozen 2" - hahahaha!

 

Ah, já me esquecia: suck it, U2! Let it go, let it go...

 

Vamos lá ver a pujança de 12 Anos Escravo...

 

Pronto. Está feito. 12 Anos Escravo leva Melhor Argumento e, no mínimo, fica com 3 prémios. Menos seria nada Académico.

 

Estou a torcer tanto por Spike Jonze!

 

Fuck yeaaahhhhh!!!

 

Em 21 categorias que apostei, até ver só errei 2. Faltam 4 prémios. Acho que nunca acertei tanto. Continuemos...

 

Será que chamaram o Sidney Poitier para fazer a ponte e dar o prémio a Steve McQueen? Hum...

 

Cuarón pegou em 100 milhões de dólares, um argumento com 68 páginas, dois actores e fez uma experiência cinematográfica sensacional.

 

Sandra Bullock merece mais o Oscar por Gravidade do que por vinte "The Blind Side"s.

 

E dizem que Meryl Streep está super exagerada em August: Osage County.

 

DiCaprio, DiCaprio... este seria o teu ano, mas o McConaughey decidiu ficar sério e lixou tudo.

 

McConaughey agradece e faz lobby a Deus. A sério? Tirem-lhe o Oscar!

 

Ele deve estar pedrado. É bem possível, já que McConaughey é adepto de drogas leves e da sua despenalização (não é uma crítica!).

 

Will Smith vai chamar o filho para anunciar o vencedor, não?

 

Está certo, muito certo. Preferia Gravidade, mas 12 Anos Escravo é... um soco.

 

Em 21 categorias que previ, falhei somente duas! E venham falar da imprevisibilidade da Academia, tsc, tsc...

 

Bota dormir, gente!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Oscars 2014 - previsões

por Antero, em 28.02.14

 

A minha ordem de preferência para Melhor Filme:

Gravidade

12 Anos Escravo

O Lobo de Wall Street

Capitão Phillips

Philomena

Golpada Americana

 

Não cheguei a ver Her - Uma História de Amor, O Clube de Dallas e Nebraska a tempo deste artigo (eu sei, sou uma vergonha), mas vou tentar até à cerimónia e depois digo o que achei.

 

 

MELHOR FILME

Vai ganhar: 12 Anos Escravo

Devia ganhar: Desde que os nomeados foram anunciados que a disputa se firmou entre 12 Anos Escravo, Gravidade e Golpada Americana - e as semanas seguintes só vieram incendiar uma luta a dois, já que o filme de David O. Russell parece ter desistido do prémio máximo. E está mais do que visto que vai haver divisão entre este prémio e o seguinte. Favorito pessoal: Gravidade.

 

MELHOR REALIZAÇÃO

Vai ganhar: Alfonso Cuarón (Gravidade).

Devia ganhar: Aqui não parece haver grande discussão: Cuarón merece ganhar. O que ele faz em Gravidade é digno de um escultor no pleno das suas capacidades artísticas.

 

MELHOR ATOR

Vai ganhar: Matthew McConaughey (O Clube de Dallas)

Devia ganhar: Já foi a fase de Robert Redford (que nem nomeado foi), de Bruce Dern e de Chiwetel Ejiofor (que passou a ser o meu favorito mal vi 12 Anos Escravo). Até poderia ser o ano de Leonardo DiCaprio, mas a transformação física e o embalo ganho por McConaughey durante a temporada de prémios são o suficiente para que ele dispare como um verdadeiro vencedor antecipado.

 

MELHOR ATRIZ

Vai ganhar: Cate Blanchett (Blue Jasmine)

Devia ganhar: Outra sem grande discussão, já que é praticamente unânime que Blanchett está acima de todas as outras e é uma aposta segura há vários meses (e nem a vida privada de Woody Allen suavizou as hipóteses da atriz). A única que lhe poderá fazer frente será Judi Dench, mas é um cenário muito remoto.

 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Vai ganhar: Jared Leto (O Clube de Dallas)

Devia ganhar: Barkhad Abdi (Capitão Phillips) que ainda não está fora da disputa.

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Vai ganhar: Lupita Nyong'o (12 Anos Escravo)

Devia ganhar: A pressão para que Jennifer Lawrence ganhe é enorme, mas a atriz já levou o ano passado por Guia Para um Final Feliz e é incompreensível como foi nomeada este ano por um papel inadequado à jovem atriz (viva o marketing!). E Nyong'o merece bem mais.

 

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Vai ganhar: Her - Uma História de Amor. É o favorito, simples.

Devia ganhar: Nunca substimar o poder de Woody Allen nesta categoria (se bem que as recentes polémicas não o ajudem em nada) nem o lobby de Golpada Americana, mas parece que desta vez o Oscar vai mesmo ser seduzido pela criatividade e surrealismo de Spike Jonze.

 

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Vai ganhar: 12 Anos Escravo

Devia ganhar: 12 Anos Escravo

 

MELHOR FILME LÍNGUA NÃO-INGLESA

Vai ganhar: A Grande Beleza, de Itália.

Devia ganhar: The Hunt - A Caça. Foi o único que vi e é incrível.

 

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Frozen - O Reino de Gelo

Devia ganhar: Fácil de prever e é a aposta mais segura da noite (110% de probabilidades de ganhar!). Poderia ser a despedida em grande de Hayao Miyazaki, mas vai cair para o filme que, quanto a mim, é um dos pontos altos desta nova fornada da Disney.

 

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA

Vai ganhar: O Grande Gatsby

Devia ganhar: O Grande Gatsby

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHOR MONTAGEM

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHOR BANDA SONORA

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Vai ganhar: 'Let It Go' (Frozen - O Reino de Gelo)

Devia ganhar: http://www.youtube.com/watch?v=0HtACLaRDk0

 

MELHOR GUARDA-ROUPA

Vai ganhar: Golpada Americana

Devia ganhar: O Grande Gatsby

 

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Vai ganhar: O Clube de Dallas

Devia ganhar: Eu não estou a ver a Academia a dar um prémio a um filme com a chancela Jackass... e daí...

 

MELHOR MISTURA DE SOM

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vai ganhar: Gravidade

Devia ganhar: Gravidade

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Vai ganhar: The Act of Killing, somente porque é o favorito.

Devia ganhar: não vi nenhum dos nomeados.

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO (curta-metragem)

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Não vi nenhum dos nomeados

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43

Oscars 2013 - tweets ao vivo

por Antero, em 25.02.13

Comentários que fui fazendo no Twitter antes e durante a cerimónia dos Oscars deste ano (tive de corrigir uns quantos erros e gralhas - já não é Kodak Theater, mas sim Dolby Theater - mas o essencial deste aborrecimento de cerimónia está lá):


Este ano os meus comentários durante a cerimónia dos Oscars vão parar somente ao Twitter. Caguei para o Facebook.

 

Mãe: "Eu quero ver a velhota francesa (Emmanuelle Riva) a ganhar o Oscar.". Eu: "Isso é só lá para as 4 da manhã!". Mãe: "Ah, eu acordo!".

 

Não vejo tantas qualidades quanto isso nas criações de Seth MacFarlane (American Dad, Family Guy, Ted), mas espero bastante dele esta noite.

 

Até porque Billy Crystal foi uma pequena desilusão e nem vou pegar na dupla Hathaway/Franco. Mas o meu coração suspira por Ricky Gervais!

 

Imbuido pelo espírito do Red Carpet, os próximos tweets são SUPER relevantes.

 

Esta é a 15ª cerimónia que acompanho ao vivo; a primeira foi quando Titanic ganhou em 1998. #curiosidadeseminteressealgum

 

Aliás, foi durante uma das cerimónias do Oscar que comecei a fumar. #shameonme

 

Tão bom falar dos Oscars no Twitter e... eh pá, está a dar 'O Leitor' no Canal Hollywood. KATE WINSLET NUA!!!!

 

Enquanto isso, a TVI transmite os Razzie Awards! #atuacaranaomeeestranha

 

Ao preceder a cerimónia na TVI, José Carlos Pereira nunca esteve tão próximo de um Oscar!

 

O Kodak Theater treme ao saber que A Tua Cara Não Me É Estranha subiu a fasquia dos eventos televisivos.

 

Depois de aturar esta merda d' A Tua Cara... horas a fio de Red Carpet já não parecem tão más.

 

Jazus! O Goucha disse "Eurótemics" ao ler Eurythmics.

 

Vá lá que é a ABC que assegura a transmissão. Se fosse a TVI com tantos e longos intervalos, Emmanuelle Riva morria antes do fim.

 

Agora a sério: acho que até Quvenzhané Wallis esticava o pernil antes do final da emissão.

 

A TVI era uma fixe se metesse a Pêpa Xavier a comentar o Red Carpet.

 

Meia hora de preliminares até chegar ao que interessa. O Red Carpet é o anti-sexo.

 

Aaahhh, Jennifer Gardner! Nunca has-de ganhar nada na vida, mas já ganhaste o meu coração há anos.

 

Halle Berry: "Vim até aqui de joelhos por causa do Catwoman".

 

Porra, mas esta malta veio toda em cima de um palanque?! Ou então a entrevistadora é um pigmeu.

 

George Clooney e a sua 584ª conquista amorosa. #momentorevistacaras

 

Tudo o que eu preciso são anúncios a Magnums esta noite, ó TVI!

 

Os mamilos de Anne Hathaway já garantiram o prémio no Oscar!

 

Sapatos?! WTF??? Red Carpet = tortura.

 

Jamie Foxx: mais um que bem pode agradecer a Tarantino um novo boost na carreira.

 

Renne Zellweger: pelo andar da sua carreira devia sentar-se no fundo do Kodak Theater.

 

Goodbye Red Carpet. You won't be missed.

 

Vamos lá! Só duram três horas e tal!

 

Dois minutos e as nomeações da Academia começam a levar por tabela.

 

Ish... humor negro com Rihanna e Chris Brown. Muito bom!

 

Sensacional participação de William Shatner e um gozo enorme aos momentos musicais da noite.

 

"You can give it to Anne Hathaway" - hahahahahahaha!!!!!

 

Se todos os números musicais da noite forem assim, isto não custará tanto a passar.

 

Vai Tommy Lee Jones. Não me lixem os palpites logo à primeira.

 

Raios, primeiro falhanço, mas muito merecido. Lincoln começa a ceder. \o/

 

A partir de agora, Waltz só fará filmes com Tarantino. E baterá recordes de prémios.

 

É agora caraças. Go Head Over Heels! #cinanima #oscars

 

Ah, porra! Isto é o lobby da Disney! (brincadeira... Paperman é óptimo também)

 

Ei, Força (aí) Ralph!

 

Brave?! Ai, mãe do céu... a Pixar já fez bem melhor...

 

Tudo me sai ao lado esta noite...

 

Credo, Anne Hathaway mal se contém sempre que se fala n' Os Miseráveis. Está mesmo à espera de saltar para o palco e levar o prémio.

 

Em vez de atirarem bocas por a Aardman não ter ganho na Animação, talvez olhassem para Os Piratas! e percebessem que o filme é fraquinho.

 

Dios mio, o Gandalf recebeu um Oscar!

 

Isto de meter o tema de Tubarão para apressar os discursos tem a sua piada, mas não deixa de ser uma falta de respeito.

 

Meu, como é que John Hawkes não foi nomeado por Seis Sessões?! Que vergonha, Academia, que vergonha...

 

Agora está tudo a despachar para não levarem com o Tubarão.

 

É isto a homenagem ao James Bond? Há material académico no YouTube mais inventivo que isto.

 

Ah, Shirley Bassey, como é bom rev... CHIÇA MULHER, VOLTA PARA A TUA TOCA!

 

Bassey, querida, os anos não fizeram nada bem à tua voz. E menos AINDA é mais.

 

Podiam fazer, sei lá, um mashup com Tina Turner, Bassey, Carly Simon, Duran Duran, Paul McCartney... tanta coisa boa e sai isto.

 

Seth MacFarlane safa-se bem, mas nos últimos anos ainda ninguém bateu Steve Martin.

 

Ah MacFarlane, com Liam Neeson em palco não podes perder oportunidades destas. É carregar no humor ácido, pá!

 

Pfff, que piada tão fraca esta de Abraham Lincoln. Estás a quebrar, Seth.

 

Silver Linings Playbook tinha tudo para ser óptimo e contenta-se em ser mediano.

 

Chastain e Gardner em palco... *baba*...

 

Michael Haneke, a disferir socos no estômago desde 1997. RESPECT!

 

Fujam! A malta d' Os Miseráveis e de Chicago vai cantar.

 

Chicago, um musical simpático que prova a força dos Weinstein em Hollywood. Para quê o mérito quando temos o marketing?

 

Moulin Rouge, isso sim um musical espectacular. E sem ele não haveria Chicago, Dreamgirls, Os Miseráveis, etc...

 

Jennifer Hudson ganhou o Oscar e andou desaparecida. Agora vejo porquê: andou no recobro da Corporácion Dermoestética.

 

E agora... "do your hear the people singing"...

 

Estavam todos tão afinadinhos e veio o Maximus estragar tudo.

 

Bem, lá vai Anne Hathaway ter o seu tão *desejado* momento de glória. Depois pode voltar a ser uma actriz simpática.

 

Adoro estas cenas dos prémios técnicos. "Vocês são relevantes, mas cagamos para vocês. Tomem lá umas menções e boa viagem".

 

Ted. Não curti mesmo nada o filme.

 

Hathaway fica ansiosa sempre que Os Miseráveis ganha um prémio. Despachem lá o Oscar para a moça antes que ela rebente de tanta emoção.

 

Obrigado Academia pelo ALTO SPOILER de Zero Dark Thirty. E estraga uma das cenas mais tensas do filme. Burros.

 

Bolas, outro Gandalf?

 

Let the Skyfaaaaaaaaaaaallllllllllllllllllllllllll

 

As cabeleiras longas e claras ditam a moda nos Oscars 2013. #momentoRedCarpet

 

O Plummer que não apareça que a Hathaway mostra-lhe o que é bom para a tosse.

 

Hathaway pensa: "seu velho, despacha isso que tenho um discurso para fazer!".

 

Se Hathaway não ganhar bem pode cantar "I Dreamed a Dream"...

 

Duh!

 

"It came true..." - pudera, filha!

 

Agora o Tubarão vinha a calhar.

 

E à Disney não se agradece?? Ingrata!

 

Vai ser a Adele a ensinar aquela gente como se canta nestes eventos. Até à Shirley Bassey.

 

Argo arrisca-se a ser o vencedor de Melhor Filme (sim, vai ganhar!) com menos estatuetas desde Crash em 2006.

 

ZZZZzzzzZZZZzzzz #despachemlaisso

 

A produção adora espetar no ecrã os momentos mais tensos de Zero Dark Thirty. Cromos!

 

Argo leva Melhor Montagem. Está feito! Vai ganhar Melhor Filme. Manda a tradição.

 

Errrr... isto na cantoria não está a correr nada bem , pois não?

 

Nicole "Miss Botox" Kidman.

 

Aiiii, a Bella imortal e sedenta de sexo com o feiticeiro ainda virgem. Vai dar merda!

 

K-Stew é tão, mas tão insossa.

 

Acho o sotaque hispânico de Salma Hayek muito sexy. Juro! Já quando é Penélope Cruz a falar inglês não suporto.

 

Engraçado que quando afirmo que Argo vai ganhar, pensam logo que é o meu favorito. Não é! É só perceber como funciona a mentalidade da Academia e estar atento a outras premiações que servem como termómetro (e não, o Golden Globe não conta). Previsível é pouco.

 

Mas fica aqui registado que se falhar a previsão, verei uma maratona de Twilight + Transformers. Está prometido!

 

Esta gente deu uma saltada na Madame Tussaud antes de ir para os Oscars.

 

"Chicago, that game-changing musical". A sério? Chicago? Baz Luhrman devia estar mesmo indisponível.

 

Os Weinstein devem estar a ter orgasmos múltiplos na plateia. Nunca vi tamanha bajulação gratuita.

 

Então mais nenhuma música para além de Skyfall e Suddenly teve direito a ser cantada ao vivo? Que feio, Academia!

 

UAU! Três em CINCO músicas são cantadas ao vivo. Que desrespeito. E perdem tempo com homenagens a musicais medianos e fazem isto a NOMEADOS!

 

Já estava mais do que na hora de uma música de James Bond levar um Oscar.

 

Porra, está tudo em pânico para não se alongar nos discursos.

 

Ugh! Esta "piada" para apresentar Theron e Hoffman doeu. MacFarlane e improviso não combinam (e se não foi improviso, pior ainda).

 

Aiii, que isto vai alongar-se até às 5 da matina. Seeeeeecaaaaaaa.

 

Andem lá com isso, caraças!

 

Jane Fonda, a verdadeira criação de Madame Tussaud!

 

Por favor, Academia, mostra um pouco de coragem e premeia Haneke e... Ang Lee?! Spielberg perdeu!!! Yay!

 

Mas Haneke... porra. Faz Lembrar quando Robert Altman e David Lynch foram nomeados e perderam para... Ron Howard!

 

Jean Dujardin era um gajo fixe se falasse só francês. E depois dava o prémio a Emanuelle Riva.

 

Jessica Chastain é linda. E faz um papelão em Zero Dark Thirty. E é linda.

 

A qualquer-coisa Wallis também faz um papelão. É um verdadeiro achado a miúda.

 

Jennifer Lawrence a ganhar = Weinstein power!

 

Emanuelle Riva foi tão roubada...

 

Joaquin Phoenix, noutras condições isto era teu. Mas vai para o Day-Lewis, obviamente.

 

Fantástico: a produção passa um clip com O FINAL de Decisão de Risco. Está tudo maluco.

 

Daniel Day-Lewis, és grande! Merecias estar num filme melhor. Raios te partam, Spielberg.

 

Ah, claro! Ao Day-Lewis não cortam a palavra. Afinal, isto já vai para as três horas e meia.

 

Jack Nicholson, vocês querem ir festejar e eu quero ir dormir. Andor!

 

Ai, Michelle Obama, és uma porreiração, mas eu tenho sono. Muito sono.

 

Tanto sono que escrevo palavras como "porreiração" em vez de "porreiraça".

 

Argo. Duh! (porra, já não tenho de levar com Twilight e Transformers)

 

Ok, o primeiro que disser "argo fuck yourself" é uma besta. O filme é óptimo, mas essa frase não tem piada nenhuma.

 

Ainda estou a pensar em Riva. Custava assim tanto premiar uma senhora com 86 ANOS?! Deve ter tantos anos pela frente como Jennifer Lawrence.

 

Recuem dez anos e pensem: "Ben Affleck ganhou um Oscar".

(nota: ele já tinha ganho um pelo argumento de O Bom Rebelde, mas pensem no que era Affleck em 2003. Alguém diria que ele venceria por Melhor Filme?)

 

Mais um número musical?! Ninguém merece...

 

Isso, comentadores, falem POR CIMA do número musical. Que bestas!

 

E acabou a noite mais longa do ano... a seguir ao Ano Novo, Carnaval, meu aniversário, vésperas de feriado, jantaradas, etc...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:46

Oscars 2013 - previsões

por Antero, em 23.02.13

 

A minha ordem de preferência para Melhor Filme:

00:30 A Hora Negra

Amor

Django Libertado

Argo

Bestas do Sul Selvagem

A Vida de Pi

Guia Para um Final Feliz

Os Miseráveis

Lincoln

 

 

MELHOR FILME

Vai ganhar: Argo. Tem limpo tudo o que é prémio e terá aqui a consagração final.

Devia ganhar: 00:30 A Hora Negra ou Amor. O filme de Haneke deve levar Melhor Filme de Língua Não-Inglesa e a Academia não se esticaria tanto a dar o prémio máximo ao austríaco. Já a obra de Kathryn Bigelow entrou cheia de gás, mas foi perdendo fôlego nas últimas semanas (e a realizadora nem sequer foi nomeada).

 

MELHOR REALIZAÇÃO

Vai ganhar: Steven Spielberg (Lincoln). Infeliz e injustamente.

Devia ganhar: levando em conta omissões como Tarantino, Bigelow e até mesmo Affleck, Michael Haneke deveria levar o prémio. Ang Lee também pode surpreender e desde que Spielberg não leve já estou por tudo.

 

MELHOR ATOR

Vai ganhar: Daniel Day-Lewis (Lincoln)

Devia ganhar: Joaquin Phoenix que faz um papelão em The Master - O Mentor (outro injustamente ignorado pela Academia). Além de que Day-Lewis já leva duas estatuetas.

 

MELHOR ATRIZ

Vai ganhar: Emmanuelle Riva (Amor). Porém, Jennifer Lawrence ainda está em jogo, embora eu ache que a juventude desta em comparação com a idade de Riva (que festeja 86 anos durante a cerimónia) não jogue a seu favor.

Devia ganhar: a qualquer das nomeadas o prémio será bem entregue.

 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Vai ganhar: provavelmente a categoria mais imprevisível (até porque todos já levaram um Oscar em anos anteriores), mas vou por Tommy Lee Jones, visto que a Academia adora filmes como Lincoln.

Devia ganhar: Phillip Seymour Hoffman (The Master - O Mentor) ou Christoph Waltz (Django Libertado)

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Vai ganhar: Anne Hathaway (Os Miseráveis). Com tanta autopromoção, ela TEM DE GANHAR... ou temo pela vida dos presentes no Kodak Theater.

Devia ganhar: não que Hathaway esteja mal, mas Helen Hunt pela sua corajosa e inusitada prestação em Seis Sessões merecia ser reconhecida.

 

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Vai ganhar: Django Libertado. Não leva Tarantino como realizador, mas leva como argumentista.

Devia ganhar: 00:30 A Hora Negra. Porque efetivamente é o melhor de todos.

 

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Vai ganhar: Argo

Devia ganhar: Argo

 

MELHOR FILME LÍNGUA NÃO-INGLESA

Vai ganhar: Amor

Devia ganhar: só vi mesmo o filme de Haneke.

 

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Força Ralph

Devia ganhar: enquanto a Pixar começa a ser contagiada pelo pior da Disney, esta vai beber ao que de melhor tem a sua subsidiária. Força Ralph é muito bom.

 

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA

Vai ganhar: Os Miseráveis

Devia ganhar: Os Miseráveis

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Vai ganhar: A Vida de Pi

Devia ganhar: A Vida de Pi

 

MELHOR MONTAGEM

Vai ganhar: Argo

Devia ganhar: 00:30 A Hora Negra

 

MELHOR BANDA SONORA

Vai ganhar: A Vida de Pi

Devia ganhar: 007 - Skyfall

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Vai ganhar: Skyfall

Devia ganhar: let the Skyfaaaalll!

 

MELHOR GUARDA-ROUPA

Vai ganhar: Os Miseráveis

Devia ganhar: Os Miseráveis

 

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Vai ganhar: Os Miseráveis

Devia ganhar: O Hobbit: Uma Viagem Inesperada

 

MELHOR MISTURA DE SOM

Vai ganhar: Os Miseráveis

Devia ganhar: Os Miseráveis

 

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Vai ganhar: A Vida de Pi

Devia ganhar: A Vida de Pi

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vai ganhar: A Vida de Pi

Devia ganhar: A Vida de Pi

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Vai ganhar: não faço ideia; há três cotadíssimos para ganhar: How to Survive a Plague, The Invisible War e Searching for Sugar Man.

Devia ganhar: não vi nenhum dos nomeados.

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO (curta-metragem)

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Head Over Heels

Devia ganhar: a disputa é entre Head Over Heels e Paperman da Disney, mas estarei a torcer pelo primeiro.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:19

Os filmes dos Oscars (Parte 1)

por Antero, em 18.02.13


00:30 A Hora Negra

Zero Dark Thirty (2012)

Realização: Kathryn Bigelow

Argumento: Mark Boal

Elenco: Jessica Chastain, Jason Clarke, Jennifer Ehle, Kyle Chandler, Édgar Ramírez, Harold Perrineau, Mark Strong, Joel Edgerton, James Gandolfini
 

Qualidade da banha:

 

O novo projeto de Kathryn Bigelow ao lado do argumentista Mark Boal (ambos galardoados com o Oscar por Estado de Guerra) estabelece-os de vez como uma dupla a ter em conta no panorama de Hollywood. Documentando os anos que uma unidade da CIA passou na caça de Osama bin Laden, 00:30 A Hora Negra poderia ser uma obra ufanista sobre a capacidade militar dos norte-americanos e a hipócrita postura de “cowboy do Mundo” que marcou a presidência de George W. Bush.

 

Poderia ser assim, mas não é: o que interessa a Bigelow não é tanto o objetivo em si (toda a gente sabe como o filme acaba) e sim o todo processo e as consequências em todos os envolvidos, principalmente na protagonista Maya (excelente Jessica Chastain) que com o tempo desenvolve uma obsessão em levar a missão até ao fim. Desta forma, 00:30 A Hora Negra desenvolve-se mais como um thriller de investigação e menos como um filme de ação frenética. Mas uma investigação minimamente plausível e nada cinematográfica: Maya e os seus colegas erram, duvidam, esperam por decisões, encontram becos sem saída e o caso sofre avanços e recuos. E, claro, sofrem baixas – tanto físicas como psicológicas.

 

O filme tem sido rodeado de polémica graças às suas cenas de tortura levadas a cabo por agentes da CIA – e mesmo que ele deixe bem claro que a mesma não levou a resultados eficazes, ainda há quem as veja como a exaltação de um método para obter informações valiosas esquecendo-se que a forma seca e direta com que Bigelow as encena não só respeita a dura realidade bem como permite que o espectador projete nelas a sua opinião pessoal. Sem mais delongas, está aqui o primeiro grande filme do ano.

 

 


Django Libertado

Django Unchained (2012)

Realização: Quentin Tarantino

Argumento: Quentin Tarantino

Elenco: Jamie Foxx, Christoph Waltz, Leonardo DiCaprio, Kerry Washington, Samuel L. Jackson, Walton Googins, James Remar, Don Johnson

 

Qualidade da banha:

 

Tarantino ama Cinema. Mais: ele ama o seu conhecimento sobre Cinema – e não hesita em demonstrá-lo a cada obra sua. Mas não estamos a falar daquele Cinema mais comercial, acessível e unânime: Tarantino é uma enciclopédia de géneros obscuros, esquecidos e malfadados e em Django Libertado ele reúne o western spaghetti com o blaxploitation típico dos anos 70 numa história de vingança (um tema caro ao realizador) situada em 1858 no sul dos Estados Unidos onde um escravo livre (Jamie Foxx) une-se a um caçador de recompensas alemão (Christoph Waltz, a provar que brilha mais nas mãos de Tarantino) no resgate da esposa do primeiro do cruel e carismático dono de uma plantação Calvin J. Candie (Leonardo DiCaprio, enérgico no papel do vilão ensandecido).

 

Repleto de elementos familiares da carreira do realizador, Django Libertado abusa de recursos narrativos clássicos dos seus filmes, como a quebra de linearidade, travellings que acompanham conversas ao redor de uma mesa, explosões súbitas de violência, intervenções narrativas abruptas e fartos diálogos que alongam as conversas. E não esquecer o humor negro característico comprovado pela cena em que um grupo de racistas (precedendo o Klu Klux Klan) planeia um ataque e o choque cultural proporcionado pelo alemão de Waltz e praticamente todos os brancos sulistas visto na projeção.

 

Sem ser tão envolvente como um Pulp Fiction ou um Kill Bill e arrastando-se mais do que deveria nas suas quase três horas de duração, Django Libertado é meramente estilo dos pés à cabeça – mas, bolas, que estilo!

 

 


Argo

Argo (2012)

Realização: Ben Affleck

Argumento: Chris Terrio

Elenco: Ben Affleck, Bryan Cranston, Alan Arkin, John Goodman, Tate Donovan, Clea DuVall, Christopher Denham, Scoot McNairy, Kerry Bishé, Rory Cochrane, Victor Garber, Kyle Chandler

 

Qualidade da banha:

 

Na linha da frente como vencedor do Melhor Filme nos Oscars deste ano, Argo confirma Ben Affleck como uma promessa cumprida atrás das câmaras. Abandonando a sua Boston natal (palco de Vista Pela Última Vez e de A Cidade), Affleck conta a história da produção fictícia de Hollywood que serviu de fachada para resgatar seis funcionários da CIA presos no Irão em 1979 – uma premissa tão absurda que até custa a acreditar que poderia acontecer. Mas aconteceu.

 

Esforçando-se para evitar uma postura pró-americanismo, o filme contextualiza o papel dos EUA no mapa político de Médio Oriente de então e acompanha com fluidez os esforços para alavancar a produção em Hollywood e o drama dos reféns em Teerão. É claro que a leveza e o humor presentes nas cenas em Los Angeles atenuam o peso dramático da situação asfixiante a milhares de quilómetros de distância, mas a segurança com que Affleck conduz a narrativa denota uma solidez e uma economia admiráveis, visto que o grande número de personagens é minimamente desenvolvido sem criar confusão no espectador.

 

No entanto, é quando a história salta exclusivamente para o Irão que Argo intensifica o drama e empilha cena tensa atrás de cena tensa – e, apesar da artificialidade de alguns obstáculos imprevistos no caminho da missão, a película já ofereceu tantos bons momentos que facilmente se perdoam os equívocos do seu cada vez mais promissor realizador. E que, espantosamente, não foi nomeado na sua categoria pela Academia e que poderia ocupar sem problemas a vaga do cada vez pior Steven Spielberg.

 

 

 

Lincoln

Lincoln (2012)

Realização: Steven Spielberg

Argumento: Tony Kushner

Elenco: Daniel Day-Lewis, Sally Field, Tommy Lee Jones, David Strathairn, Joseph Gordon-Levitt, James Spader, Hal Holbrook, Gulliver McGrath

 

Qualidade da banha:

 

Depois do fracassadoCavalo de Guerra, Steven Spielberg volta à carga com mais um filme feito à medida da temporada de prémios – e, inexplicavelmente, ‘Lincoln’ tem recebido uma calorosa receção por onde tem passado. Usando como ponto de partida a votação da 13ª. Emenda à Constituição norte-americana, que aboliria a escravatura, Spielberg retrata o famoso presidente dos EUA com tamanha reverência que se torna difícil para o espectador perceber quem era o homem por detrás do cargo ou, pior do que isso, ter uma noção distorcida dos factos que levaram à abolição.

 

O filme descreve o processo como um amontoado de subornos e pressões (o que é bom e confere um mínimo de complexidade à narrativa), mas ignora o papel de incontáveis outros indivíduos (entre eles muitos negros) que ajudaram a causa. Em vez disso, Lincoln é posto no centro da ação como agente praticamente isolado que tenta agregar aliados para os seus objetivos – e quando a personagem apela ao divino para justificar a sua missão, percebemos como Spielberg é maniqueísta ao ponto de pintar o presidente como digno de admiração irrestrita. Ou seja, uma quase santo.

 

Isto é uma pena porque Daniel Day-Lewis constrói mais uma espetacular interpretação que só é sabotada pelo próprio argumento que não resiste a recorrer ao assassinato do presidente só para arrancar mais umas lágrimas da plateia. Já Sally Field comete o pecado de uma atriz em busca de prémios e reconhecimento ao... mostrar que está em busca de prémios e reconhecimento ao abordar cada uma das suas cenas como se fosse o momento digno do selo "For Your Consideration", ao passo que Tommy Lee Jones defende bem o seu ferveroso e admirável Thaddeus Stevens que é tão mal tratado pela narrativa ao torna-lo num lacaio de Lincoln. Além disso, a narrativa não tem agilidade ao lidar com um enorme número de personagens e torna-se entediante do meio para a frente.

 

Tenho saudades do antigo Spielberg; o atual é o terror dos diabéticos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:36

Um rápido rescaldo dos Oscars 2012*

por Antero, em 27.02.12

Invasão francesa em Hollywood: o maravilhoso O Artista arrecadou 5 prémios da Academia, três deles dos mais importantes (Filme, Realização, Ator) empatando, mesmo em cima da meta, com o novo projeto de Martin Scorsese, A Invenção de Hugo, este com cinco estatuetas, mas de categorias técnicas. Numa cerimónia marcada pela previsibilidade costumeira da Academia, Billy Crystal voltou pela nona vez ao lugar de anfitrião e mostrou por que é, nos últimos anos, um dos melhores a comandar o evento, com tiradas subversivas e um apelo cómico universal capaz de conquistar toda a gente.

 

Meryl Streep viu finalmente ser-lhe atribuída o terceiro Oscar da sua carreira num filme muito pobre que vale exclusivamente por ela (de qualquer forma, a nova consagração de Streep peca por tardia), as passo que o veterano Christopher Plummer viu reconhecida toda uma excelente carreira e Octavia Spencer foi a protagonista daquele que foi, provavelmente, o prémio mais injusto da noite, visto que As Serviçais é uma obra mediana catapultada por uma adoração inexplicável por parte dos votantes.

 

No mais, a Academia mostrou que continua a amar Woody Allen, ainda que este esteja nas tintas, e como facilmente os filmes de Alexander Payne são bem recebidos e a excelente animação Rango favoreceu-se de um ano em que a Pixar fez greve com o fraco Carros 2. Momentos memoráveis da cerimónia, só as intervenções do Sapo Cocas e Miss Piggy e a divertida Emma Stone.

 

* Crónica publicada no jornal Maré Viva, de Espinho, na edição de 29 de Fevereiro de 2012.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03

Oscars 2012 - previsões

por Antero, em 25.02.12

 

A minha ordem de preferência para Melhor Filme:

A Árvore da Vida

O Artista

A Invenção de Hugo

Os Descendentes

Moneyball - Jogada de Risco

As Serviçais

Cavalo de Guerra

 

* não vi ainda Meia-Noite em Paris (eu sei, falha minha) nem Extremamente Alto, Incrivelmente Perto (que só estreia para a semana). Escreverei sobre Cavalo de Guerra após a cerimónia, mas posso adiantar que me irritou profundamente.

 

MELHOR FILME

Vai ganhar: O Artista. Tem limpo tudo o que é prémio e terá aqui a consagração final.

Devia ganhar: A Árvore da Vida. Seria o Oscar mais bem dado desde... sei lá! Mas é impossível e até fica bem entregue a O Artista.

 

MELHOR REALIZAÇÃO

Vai ganhar: Michel Hazanavicius (O Artista)

Devia ganhar: Terence Malick (A Árvore da Vida). Ler acima.

 

MELHOR ATOR

Vai ganhar: Jean Dujardin (O Artista)

Devia ganhar: só Clooney pode destronar o francês, mas duvido. A surpresa pode ser Gary Oldman por A Toupeira (e bem).

 

MELHOR ATRIZ

Vai ganhar: Meryl Streep (A Dama de Ferro). Por que está na hora do terceiro prémio.

Devia ganhar: luta acirrada entre Streep e Viola Davis, duas interpretações muito acima do valor da obra em que se inserem. Por mim, força Meryl!

 

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO

Vai ganhar: Christopher Plummer (Assim é o Amor)

Devia ganhar: Plummer, não só por este filme, mas toda uma carreira que não merecia um esquecimento tardio da Academia.

 

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA

Vai ganhar: Octavia Spencer (As Serviçais)

Devia ganhar: não que Spencer esteja mal, mas não era caso para tanto. Votaria em Jessica Chastain caso esta fosse nomeada por A Árvore da Vida e não por As Serviçais ou até Melissa McCarthy (tenho especial carinho por Bridesmaids).

 

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL

Vai ganhar: O Artista

Devia ganhar: Meia-Noite em Paris pode contornar o favoritismo nesta equilibrada categoria, representada por bons filmes (já disse que adorei Bridesmaids?).

 

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO

Vai ganhar: Os Descendentes

Devia ganhar: Nos Idos de Março

 

MELHOR FILME LÍNGUA NÃO-INGLESA

Vai ganhar: Uma Separação

Devia ganhar: aqui parece não haver grande discussão (ainda não vi nenhum dos nomeados) visto que o filme iraniano é o favorito absoluto.

 

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Vai ganhar: Rango

Devia ganhar: surpresa positiva pela ausência de Tintin (cotadíssimo para ser nomeado) e num ano em que a Pixar fez greve, a vitória só pode merecidamente ser de Rango.

 

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA

Vai ganhar: A Invenção de Hugo

Devia ganhar: A Invenção de Hugo

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Vai ganhar: categoria complicada: entre A Invenção de Hugo, O Artista e Árvore da Vida, aposto em... Hugo.

Devia ganhar: A Árvore da Vida

 

MELHOR MONTAGEM

Vai ganhar: O Artista

Devia ganhar: O Artista

 

MELHOR BANDA SONORA

Vai ganhar: O Artista

Devia ganhar: O Artista

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Vai ganhar: Man or Muppet (Os Marretas)

Devia ganhar: entre esta e uma co-escrita por Carlinhos Brown, venha daí um prémio para as marionetas.

 

MELHOR GUARDA-ROUPA

Vai ganhar: A Invenção de Hugo

Devia ganhar: A Invenção de Hugo

 

MELHOR CARACTERIZAÇÃO

Vai ganhar: A Dama de Ferro

Devia ganhar: Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2

 

MELHOR MISTURA DE SOM

Vai ganhar: A Invenção de Hugo

Devia ganhar: A Invenção de Hugo

 

MELHOR MONTAGEM DE SOM

Vai ganhar: A Invenção de Hugo

Devia ganhar: A Invenção de Hugo

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vai ganhar: Planeta dos Macacos: A Origem

Devia ganhar: Planeta dos Macacos: A Origem

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Vai ganhar: Paradise Lost 3

Devia ganhar: não vi nenhum, mas Paradise Lost 3 completa uma trilogia mediática e elogiada em todo o lado. Não desprezar, porém, Pina de Wim Wenders.

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO (curta-metragem)

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Não vi nenhum dos nomeados

 

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Não vi nenhum dos nomeados

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23


Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D