Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Filmes Expresso #5

por Antero, em 06.10.10

Até ao Inferno

Drag Me to Hell (2009)

Como é bom ver Sam Raimi de volta às origens depois do decepcionante Homem-Aranha 3! Com uma realização electrizante e um quanto sádica ao brincar com as expectativas do espectador, esta comédia de terror (sim, é uma comédia) faz uma bela homenagem às primeiras obras do realizador, com sequências completamente absurdas (e, por isso, engraçadas) cujo principal objectivo é injectar adrenalina na plateia.

Qualidade da banha: 14/20

 

Dia e Noite

Knight and Day (2010)

Diverte como filme de acção inconsequente com um par de protagonistas agradável (mas longe das suas melhores formas), embora o desenvolvimento da narrativa seja pedestre, o envolvimento do casal tresande a mofo e os efeitos especiais sejam, na sua maioria, pavorosos para um blockbuster.

Qualidade da banha: 11/20

 

É Muito Rock, Meu!

Get Him to the Greek (2010)

Com o selo de Judd Apatow, esta comédia enérgica e ocasionalmente non-sense sobre a vida tumultuada de um cantor rock britânico acerta em cheio em praticamente tudo: nas piadas, nas alfinetadas ao mundo da fama e de artistas imaturos, e traz duas interpretações hilariantes de Jonah Hill e Russell Brand.

Qualidade da banha: 15/20

 

Frozen

Frozen (2010)

Filme de suspense em que três amigos ficam presos num teleférico de uma estação de esqui durante dias e com a aproximação de uma tempestade. Faz bom uso dos seu parcos recursos para manter a tensão num nível alto, embora os seus méritos não passem além disto.

Qualidade da banha: 12/20

 

Karate Kid

The Karate Kid (2010)

Não fosse a extensa duração e as ambições de estar a trabalhar sobre um clássico (o original é saudoso, mas longe de ser memorável) e esta nova versão de Momento da Verdade talvez tivesse um saldo mais favorável. De resto, Jaden Smith carrega bem o filme e demonstra o mesmo carisma do pai (Will Smith, produtor do filme ao lado da esposa), ao passo que Jackie Chan investe numa bem-vinda introspecção para a sua personagem, deixando de lado o tom mais cómico das suas composições anteriores. Porém, a luta final é decepcionante.

Qualidade da banha: 12/20

 

Machete

Machete (2010)

Talvez por temer um novo fracasso comercial como foi a empreitada Grindhouse, Robert Rodriguez surge mais contido nas referências aos produtos que fizeram a fama das sessões ocultas e sem aquela garra tresloucada que caracterizou Planeta Terror. Ainda que divertido e bem sucedido ao transformar um trailer de dois minutos numa longa-metragem, Machete afunda-se nas suas (míseras) ambições e nem mesmo o elenco competente salva o filme.

Qualidade da banha: 9/20

 

Miúdos e Graúdos

Grown Ups (2010)

Mais uma comédia de fugir produzida por Adam Sandler (um sinal do aproximar dos Dias do Fim), este desastre ainda conta no elenco com Rob Schneider, David Spade e Chris Rock, o que eleva a tortura a níveis atómicos. Moralista e piegas ao extremo, só apetece perguntar: o que fazem por aqui Steve Buscemi e Salma Hayek?

Qualidade da banha: 3/20

 

Pesadelo em Elm Street

A Nightmare on Elm Street (2010)

Assustador pelas razões erradas, a refilmagem do óptimo filme de Wes Craven desperdiça o potencial da história e o recurso a efeitos especiais que não existiam há 25 anos, ao mesmo tempo que Freddy Krueger surge como uma pálida caricatura de outrora. Sem um pingo de criatividade, esta produção de Michael Bay é inacreditavelmente aborrecida e inócua.

Qualidade da banha: 4/20

 

Salt

Salt (2010)

Competente filme de acção de Philip Noyce que conta com uma sólida interpretação de Angelina Jolie, aqui bem mais à vontade no papel de heroína do que como Lara Croft. Apesar da narrativa previsível e anacrónica, Salt mantém o interesse do público graças à história imparável na acção que mal dá tempo para o espectador pensar. Dispensava-se era o final a aluzir descaradamente a possíveis sequelas.

Qualidade da banha: 12/20

 

Wall Street

Wall Street (1987)

Estética e narrativamente enquadrado com a década de 80 do século passado, Wall Street traz Oliver Stone num grande momento da carreira ao conduzir com eficiência a típica história de ascensão-queda-redenção aplicada ao universo da alta finança. Apesar das figuras femininas serem quase um enfeite, o filme beneficia das preciosas interpretações de Charlie Sheen, Martin Sheen e, claro, Michael Douglas como o inesquecível e pérfido Gordon Gekko.

Qualidade da banha: 16/20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

Filmes Expresso #4

por Antero, em 18.07.10

Collapse

Collapse (2009)

Assustador e hipnotizante documentário sobre um antigo trabalhador da CIA que traça um retrato negro sobre o futuro do planeta, o risco dos recursos naturais e a dependência do petróleo e que, paranóia ou não, lança na mente do espectador uma mão cheia de questionamentos difíceis de ignorar.

Qualidade da banha: 18/20

 

O Escritor Fantasma

The Ghost Writer (2010)

Depois do escorregão que foi Oliver Twist, Roman Polanski volta à sua melhor forma com um suspense conduzido de maneira calma, mas eficaz, recheado de críticas à promiscuidade entre os governos norte-americanos e britânicos e em que Ewan McGregor, Pierce Brosnan e, principalmente, Olivia Williams oferecem excelentes interpretações.

Qualidade da banha: 15/20

 

Green Zone - Combate Pela Verdade

Green Zone (2010)

Jason Bourne no Iraque. É a melhor frase para descrever este filme dirigido por Paul Greengrass e que traz Matt Damon em mais um boa interpretação no papel do soldado que se rebela contra os (falsos) motivos que levaram à Guerra no Iraque e que, com um argumento fluído e trepidante, diverte ao mesmo tempo que incita a discussão sobre o papel dos media e dos bastidores do poder.

Qualidade da banha: 15/20

 

Mary and Max

Mary and Max (2009)

Uma das experiências mais depressivas (diferente de deprimente) que já assisti. A história de uma amizade entre um norte-americano mergulhado na depressão e uma vivaz garota australiana, com muito humor negro e uma animação de stop-motion que, por se revelar pouco virtuosa, é encantadora em todo o seu minimalismo.

Qualidade da banha: 17/20

 

Millennium 2 - A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo

Flickan som lekte med elden (2009)

A segunda parte da trilogia Millennium escrita pelo falecido Stieg Larsson desce muitos degraus em relação ao capítulo anterior, nomeadamente na aborrecida história que atira flashbacks a torto e a direito e que só é salva (em parte) pela instigante protagonista.

Qualidade da banha: 6/20

 

Millennium 3 - A Rainha no Palácio das Correntes de Ar

Luftslottet som sprängdes (2009)

A conclusão da trilogia Millennium é satisfatória na medida em que fecha praticamente todas as pontas da narrativa, ainda que o eficaz clima de suspense presente no original seja uma memória distante e o filme se renda a muitos clichés na sua conclusão.

Qualidade da banha: 9/20

 

Não Chamem a Polícia!

Cop Out (2010)

Se aturar Tracy Morgan em 30 Rock ainda é suportável, um filme inteiro com ele como protagonista é uma tortura. Realizado por um Kevin Smith longe da garra e da acidez que o tornou famoso, este buddy cop film traz as costumeiras referências populares dos filmes do realizador, mas agora atiradas ao acaso e sem o charme de outrora, já para não falar de um argumento sem pés nem cabeça e pouco divertido.

Qualidade da banha: 5/20

 

Soldados da Fortuna

The A-Team (2010)

Adaptação da famosa série dos anos 80, Soldados da Fortuna é um filme de acção histérico, barulhento, com diálogos pedestres, um elenco canastrão ao máximo e situações tão implausíveis (e não estou a falar das exageradíssimas sequências de acção) que poderia ter sido realizado por Michael Bay.

Qualidade da banha: 4/20

 

Toy Story - Os Rivais

Toy Story (1995)

Primeiro filme da Pixar e que tornou a animação computorizada não só possível mas também economicamente viável. Ainda que os valores técnicos sejam admiráveis (embora algo datados), é na história, nas piadas e, principalmente, na força das personagens que está a grande valia do filme.

Qualidade da banha: 19/20

 

Toy Story 2 - Em Busca de Woody

Toy Story 2 (1999)

Sem se limitar a repetir a história do original, esta sequela expande o universo dos brinquedos e oferece uma narrativa ainda melhor que a anterior: o dilema é agora saber como se sentem os bonecos ao serem abandonados pelos donos que os trocam por outras diversões. Hilariante e emocionante na medida certa, Toy Story 2 é mais uma prova do brilhantismo dos estúdios da Pixar no desenvolvimento de diversões atemporais.

Qualidade da banha: 20/20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15

Filmes Expresso #3

por Antero, em 21.05.10

Austrália

Australia (2008)

Faustoso, plástico, evocativo e - surpreendentemente - monótono, Austrália é um épico que pretende homenagear o cinema clássico de Hollywood, mas que se espalha ao comprido pelo seu argumento que nunca acerta no tom, pela realização errática de Baz Luhrmann e pela actuação caricatural de Nicole Kidman.

Qualidade da banha: 6/20

 

Como Treinares o Teu Dragão

How to Train Your Dragon (2010)

Espetacularmente animado (as cenas de voo são de tirar o fôlego), com uma história mais profunda do que se imagina a pricípio (aceitação na sociedade, o facto de ser diferente no seio familiar) mas sem ser piegas, este é o melhor filme da Dreamworks desde o primeiro Shrek.

Qualidade da banha: 16/20

 

Deliver Us from Evil

Deliver Us from Evil (2006)

Documentário chocante sobre a pedofilia na Igreja Católica, nomeadamente os recentes casos nos EUA, que mostra como uma instituição milenar prefere encobrir as suas ovelhas negras do que ajudar os seus seguidores. Construído como uma narrativa simples que, aos poucos, atinge o seu climax,numa cena comovente em que a revolta toma conta dos envolvidos , o documentário não deixa pedra sobre pedra quanto ao envolvimento do actual Papa no escândalo e à própria metodologia arcaica da Igreja na formação dos seus líderes.

Qualidade da banha: 19/20

 

Dia dos Namorados

Valentine's Day (2010)

Copiando a fórmula que fez o sucesso do (muito) superior O Amor Acontece, esta comédia romântica é um disparate do início ao fim, tonta, cansativa e lamechas, onde a única narrativa que se salva - entre as mais de dez que pontuam o filme! - é a protagonizada por Julia Roberts e Bradley Cooper.

Qualidade da banha: 4/20

 

Fora de Controlo

Edge of Darkness (2010)

Mel Gibson de volta ao que faz de melhor: o homem comum atormentado, duro, que não teme perante nada. E mesmo com a idade avançada, ele carrega um filme genérico às costas, onde a trama acaba por ser mais complexa que o ideal e a resolução não faz jus à personagem de Gibson.

Qualidade da banha: 12/20

 

Millennium 1 - Os Homens que Odeiam as Mulheres

Män som hatar kvinnor (2009)

Primeira parte da trilogia Millennium escrita pelo falecido Stieg Larsson, o filme conta com personagens instigantes, uma narrativa envolvente e sequências chocantes, pecando apenas no terrível meia-hora final que estca a película ao máximo sem saber como a há-de encerrar.

Qualidade da banha: 13/20

 

O Livro de Eli

The Book of Eli (2009)

Filme de acção série B com mensagem social que pode agradar ou não o espectador consoante as suas crenças, O Livro de Eli é uma competente homenagem ao western, embora seja tremendamente falho como estudo social, bem como o que origina e/ou destrói a mesma.

Qualidade da banha: 11/20

 

Um Cidadão Exemplar

Law Abiding Citizen (2009)

O filme começa bem, mas desliza para o implausível à medida que os eventos se vão tornando cada vez mais exagerados, culminando num final ridículo que na tentativa de amarrar todas as pontas manda a tão útil suspensão de descrença às urtigas.

Qualidade da banha: 6/20

 

Um Homem Singular

A Single Man (2009)

Crónica do período de luto que toma conta do ser humano quando perde alguém querido, a primeira obra do estilista Tom Ford conta com uma belíssima cinematografia e uma prestação contida e ao mesmo tempo visceral de Colin Firth que eleva o filme a outro patamar.

Qualidade da banha: 17/20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:38

Filmes Expresso #2

por Antero, em 16.03.10

A Descida 2

The Descent: Part 2 (2009)

Ainda que sem o efeito surpresa ou a carga emocional do aterrador filme original, a sequela de A Descida é um terror eficaz que usa vários detalhes do anterior de forma inteligente para criar cenas tensas e de grande violência gráfica.

Qualidade da banha: 12/20  

 

O Laço Branco

Das Weisse Band (2009)

Vencedor da Palma de Ouro em Cannes, o novo filme do polémico Michael Haneke é mais um brilhante ensaio sobre a violência e as suas consequências, tendo como cenário um pequeno vilarejo alemão antes da 1ª Guerra Mundial. A fotografia a preto e branco é belíssima e evocativa da tristeza e rigidez do local e o elenco é primoroso, principalmente os elementos infantis.

Qualidade da banha: 16/20

 

Ninja Assassin

Ninja Assassin (2009)

Produzido pelos irmãos Wachowski e realizado pelo incompetente James McTeigue (do medíocre V de Vingança), trata-se de um filme de acção pedestre, com uma montagem caótica onde o ponto forte (as sequências de acção) acaba por se tornar no calcanhar de Aquiles num filme sem grandes pretensões, sendo ainda prejudicado por um protagonista sem carisma e um argumento recheado de clichés.

Qualidade da banha: 4/20 

 

Parnassus: O Homem que Queria Enganar o Diabo

The Imaginarium of Doctor Parnassus (2009)

Inventivo como todos os filmes de Terry Gilliam, ainda que este pareça perder o controlo sobre a narrativa no terceiro acto, arrastando-a para lá do aconselhável, o que talvez seja reflexo da morte precoce de Heath Ledger que o obrigou a remendar o argumento.

Qualidade da banha: 11/20

 

Precious

Precious: Based on the Novel Push by Sapphire (2009)

Duro, cruel e imensamente realista na podridão familiar, social e burocrática que denuncia, Precious conta com um elenco majestoso (até Mariah Carey está bem no papel de assistente social) e com uma protagonista simpática e que percorre trajectória dramática impactante, ainda que previsível.

Qualidade da banha: 16/20

 

[REC] 2

[REC] 2 (2009)

O ponto de partida é interessante na sequência que dá ao original (uma brigada de choque investiga o prédio dos infectados), mas o filme escorrega por tentar explicar tudo o que ficava implícito no anterior, principalmente quando mete religião ao barulho. O final é uma porcaria na tentativa parva de apelar para outra sequela (que está em desenvolvimento, claro).

Qualidade da banha: 7/20

 

Um Sonho Possível

The Blind Side (2009)

Não se percebe todo o alarde pela interpretação de Sandra Bullock que, senão está mal, também não está extraordinária, ainda por cima ao serviço de um típico filme de superação com o desporto como pano de fundo (no caso, o futebol americano) que, além de previsível, ainda recorre a um conflito patético no final do filme.

Qualidade da banha: 7/20

 

Uma Outra Educação

An Education (2009)

Crónica sobre o crescimento na adolescência num ambiente social emergente (Reino Unido nos anos 60, em plena revolução sexual), o filme conta com uma interpretação fabulosa de Carey Mulligan, ainda que a película se acobarde nos minutos finais, traindo tudo o que vinha sendo apresentado até então.

Qualidade da banha: 16/20

  

Terapia para Casais

Couples Retreat (2009)

Desculpa perfeita para uma equipa de produção passar umas férias pagas num cenário paradisíaco, esta comédia não tem um único momento de inspiração: as cenas sucedem-se de forma aleatória, as personagens são irritantes e a realização demonstra um descaso imenso com os conceitos básicos da comédia (não uma gag bem construída, o que é uma proeza). Vá lá que os cenários naturais são deslumbrantes.

Qualidade da banha: 3/20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:03

Filmes Expresso #1

por Antero, em 25.01.10

Decidi abrir uma nova rubrica por aqui, onde farei apreciações curtas e directas dos filmes que vi recentemente. Pretende ser um complemento aos textos mais longos que vou publicando (que, regra geral, referem-se a estreias recentes) e, como nestas últimas semanas andei bastante parado, filmes é o que não faltam. A maioria serão filmes recentes, uma vez que estamos na temporada de prémios e não posso escrever exaustivamente sobre tudo (já me chega o jornal), mas nem sempre será assim pois posso abordar filmes já com uma certa idade ou outros que revi pela enésima vez.

 

Amar... É Complicado

It's Complicated (2009)

O carisma de Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin salvam esta batida história de amor cujo único diferencial é os protagonistas estarem na casa dos 50. De resto, mais do mesmo: Nancy Meyers continua a realizar com a preguiça de sempre e o argumento erra mais do que acerta, principalmente quando um charro de erva é metido ao barulho.

Qualidade da banha: 11/20

 

The Invention of Lying

The Invention of Lying (2009)

Uma premissa absurda (numa dimensão paralela, toda a gente diz a verdade até que alguém se atreve a mentir) é espremida ao máximo, com resultados eficazes, ainda que, aqui e ali, se entregue a clichés típicos da comédia norte-americana.

Qualidade da banha: 12/20

 

Invictus

Invictus (2009)

Uma história de superação contada pela câmara sóbria de Clint Eastwood que nunca deixa o filme resvalar para a pieguice típica do género. Morgan Freeman e Matt Damon oferecem interpretações excelentes e a reconstituição do Campeonato Mundial de Rugby de 1995 é primorosa.

Qualidade da banha: 15/20

 

Nas Nuvens

Up in the Air (2009)

Depois dos óptimos Obrigado Por Fumar e Juno, Jason Reitman realiza a sua melhor obra até ao momento, uma crónica da solidão individual na sociedade corporativa actual. Ainda que a realização não ofereça nenhum rasgo de génio, é o carisma de George Clooney e Vera Farmiga que transcendem o filme, aliado a um argumento cativante que ainda oferece um final atípico, corajoso e agridoce.

Qualidade da banha: 17/20

 

Moon - O Outro Lado da Lua

Moon (2009)

Filme de baixo orçamento, onde Sam Rockwell brilha a grande altura como o astronauta isolado numa estação lunar a poucos dias de voltar a casa. Parco em acção, o filme desenvolve temas como a solidão, a identidade e, acima de tudo, a consciência humana.

Qualidade da banha: 16/20

 

A Princesa e o Sapo

The Princess and the Frog (2009)

É óptimo ver a Disney apostar novamente nas animações tradicionais, mas não esperem um marco como A Pequena Sereia ou A Bela e o Monstro. A história é previsível e isso não é problemático, mas falta carisma às personagens e os números musicais são vulgares. A animação, por outro lado, é muito boa e a direcção de arte com a Nova Orleãs dos anos 20 é óptima.

Qualidade da banha: 8/20

 

Punisher: War Zone

Punisher: War Zone (2008)

Segundo tentativa com a personagem dos comics depois daquela medíocre película com John Travolta e Thomas Jane e, novamente, um filme de acção acéfalo, desnecessariamente ultra-violento e sem um pingo de emoção. Aconselhado a filmes deacção série B dos anos 80.

Qualidade da banha: 4/20

 

Sherlock Holmes

Sherlock Holmes (2009)

A história podia ser menos absurda e complexa, mas a química entre Robert Downey Jr. e Jude Law é impecável, tornando-o num entretenimento válido e um bom início para uma série de filmes com o bom e velho detective.

Qualidade da banha: 12/20

 

Visto do Céu

The Lovely Bones (2009)

Uma embaraçosa mancha no currículo de Peter Jackson, onde a história de uma rapariga estuprada (embora tal não seja mencionado) e assassinada é tratada com uma leveza inadequada, onde o realizador perde-se no tom que quer dar à narrativa. No final, temos uma obra mórbida na mensagem feliz que promove, moralista ao extremo e cobarde no seu desenlace para satisfazer as massas e que tem todo o aspecto de ter sido inserido à martelada.

Qualidade da banha: 5/20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:12


Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D