Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fringe: o fim dos dias

por Antero, em 08.05.11

ALERTA DE SPOILER! Este post contém informações relevantes, pelo que é aconselhável que só leiam caso estejam a par da exibição norte-americana.

 

 

Fringe 3x22: The Day We Died

Acabou a terceira temporada num episódio que fez justiça à fama que Fringe tem em acabar os seus anos de maneira estonteante. No entanto, uma ressalva: este foi um final que pode elevar a série a novos patamares ou que marque o auge da mesma e, a partir de agora, seja sempre a descer. Diz-se por aí que o material filmado ascendia a cerca de uma hora e cortes foram exigidos pelos produtores, o que pode explicar o ritmo acelerado de informações relevantes que foram disparadas. Há mais respostas (algumas subliminares) e novos dados para processar nestes 43 minutos do que numa mão cheia de capítulos de The Event, por exemplo.

 

Quando Peter entrou na Máquina do Apocalipse no episódio anterior, seria de supor que iríamos assistir à sua escolha e qual dos universos seria o afectado. Porém, ao levar-nos para 2026, este episódio situa-nos num ponto onde tudo isso já aconteceu. O Lado B foi completamente destruído e a sua contraparte ressente-se desse facto, já que ambos os universos estão intrinsecamente ligados. Peter e Olivia são agentes veteranos da Fringe Division e vivem felizes e casados; a sobrinha desta é uma novata na agência que foi ganhando importância com a sucessão de fenómenos inexplicáveis (à semelhança do que aconteceu no Lado B após o rapto de Peter enquanto criança); Broyles é senador e tem uma velha rixa com Peter (o que lhe terá acontecido ao olho direito?) e Walter foi responsabilizado, julgado e condenado pelo caos no qual o universo mergulhou e sofreu um AVC na prisão (metade dos músculos da cara estão paralisados). Enquanto isso, Walternate encontra-se a monte no Lado A e financia um grupo de terroristas que se dedicam a despoletar wormholes (buracos de minhoca), o que agrava a situação já de si dramática da "nossa" realidade.

 

É neste ambiente que sabemos que Olivia acabou por aceitar e controlar os seus poderes psicocinéticos ou que as Primeiras Pessoas são Walter e restante equipa e partiu dele a ideia de enviar para a pré-história os vários componentes da Máquina do Apocalipse (o que, particularmente, foi uma bênção pois aquela lengalenga de profecias milenares não casa bem com Fringe). Como? Através de um dos wormholes. Ao aperceber-se que está diante de um paradoxo temporal, Walter sabe que terá de enviar a Máquina para o passado para que a continuidade temporal seja respeitada, mas com uma adenda: ele poderia programar a mesma para que transportasse a consciência de Peter para o futuro actual (2026) para ele tivesse noção do que acontecerá e pudesse tomar outra escolha. Daí que Walter afirme que o paradoxo pode estar já a acontecer (e está, já que se trata de uma lógica circular) e a consciência de Peter seria a forma de o quebrar. Não deixa de ser curioso que, ao tomar conhecimento que todos estão envolvidos num paradoxo, Walter acabe por o criar. De modo mais linear, seria mais ou menos isto:

 


 

 

Assim, quando Peter regressa e vê Olivia vivinha da silva, ele tem a decisão de unir ambas as Estátuas da Liberdade, criando uma ponte que ligaria os dois universos para ambas as equipas possam engendrar um plano conjunto para curar os dois universos. Só que há repercussões para esse acto: Peter deixa de existir (segundo Setembro, um dos Observadores, ele nunca existiu), o que é diferente de morrer. O que isto significa? Que ninguém mesmo se lembra de Peter? Que tudo o que aconteceu antes não faz sentido? Se não, como é que eles estão naquele ponto, uma vez que foi por Peter que passaram muitos dos acontecimentos? E o filho de Altivia? Deixa de existir também? (para esta eu sei a resposta! hehehehe!) E foi só mesmo aquela sala que ficou como ligação entre os universos? Qual era o propósito de Peter? Quebrar o paradoxo e remediar a linha temporal? E porque ele deixou de existir? Que motivações terão Walter e Walternate para continuarem inimigos? E Olivia e Altivia?

 

É óbvio que Peter voltará na quarta temporada; resta saber é como irão resolver este imbróglio. Novas janelas se abrem para o provável último ano de Fringe e apesar de adorar ter o cérebro a fervilhar durante meses (algo que não acontece desde LOST. Snif, snif...), não consigo deixar de pensar que a série comece a meter os pés pelas mãos ao lidar com um assunto delicado como viagem no tempo. Embora, a avaliar pelos resultados anteriores e o crescendo que Fringe passou nos últimos meses, não podemos deixar de atribuir crédito aos argumentistas por elevarem as nossas expectativas como assuntos intrigantes, complexos e memoráveis naquele que passou a ser um produto de excepção numa indústria que tende a repelar qualquer programa que desafie minimamente o espectador.

 

Cá estaremos em Setembro!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44



Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D