Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




ALERTA DE SPOILER! Este post contém informações relevantes, pelo que é aconselhável que só leiam caso estejam a par da exibição norte-americana.

 

 

Entourage 5x12: Return To Queens Blvd

Levou uma temporada inteira, mas aquilo que esteve sempre nas entrelinhas acabou por rebentar: Vince descarrega toda a sua frustração em Eric por estar num beco sem saída. Depois de verem Smokejumpers ir por água abaixo, os rapazes regressam a Nova Iorque onde Gus Van Sant se encontra a filmar. Eric, ao contrário do que Ari aconselha, tenta com que Gus dê uma oportunidade a Vince, mas não é bem sucedido. É aí que Vince se revolta como nunca tínhamos visto e discute a sério com o amigo. Acusando uma pressão tremenda, Vince acusa Eric de estar sempre a pressioná-lo e de nunca fazer o que é combinado. Foi engraçado ver o grupo a passear por Nova Iorque a ver a discrepância do ambiente entre NY e Los Angeles. Eric volta para a Califórnia para continuar a carreira de agente, mas eis que, num rasgo de sorte, Gus Van Sant aconselha Vince a ninguém menos que Martin Scorsese para o próximo filme do realizador, o que proporciona as pazes entre os dois e tudo volta ao mesmo. Foi óptimo não deixarem a zanga entre os dois servir como gancho para a próxima temporada e ver que tudo acabou bem, depois de tantas tormentas, é um conforto. A certa altura, Vince diz: "não posso ter outro ano como este". Mas nós podemos! Entourage foi impecável nesta temporada. Agora, só daqui a um ano.

10 potes de banha

Média da temporada: 8.6

 

Heroes 3x10: The Eclipse (Part 1)

A única satisfação que eu tenho de acompanhar Heroes actualmente é de que, com o tempo, a série veio a dar-me razão quanto à sua fraca qualidade. Desisti de acompanhar Heroes no primeiro terço da primeira temporada (algo que viria a retomar um ano mais tarde) e logo ali, no final de 2006, eu apregoava que a série tinha um argumento precário, interpretes fracos e personagens rasos. Reconheço o tremendo potencial da história, mas a mesma é tão mal conduzida que, ao longo do tempo, se tornou um suplício acompanhar a série. A primeira temporada até se viu relativamente bem, mas era mais um guilty pleasure que outra coisa. A partir daí, foi-se o pleasure e ficou o guilty. E se acham que é implicância da minha parte leiamistoe lembrem-se que não é a primeira vez que tal ocorre. Mas promessa é promessa e continuarei a ver Heroes, até porque as resenhas da série são as que mais gozo me dão escrever (hehehe). Aproveitei para fazer esta enorme introdução porque neste episódio não aconteceu rigorosamente nada! É um daqueles episódios fillers, que servem mais de preparação para um grande evento do que avançar com a narrativa, e o tal eclipse do título retirou, misteriosamente, os poderes daquela cambada. E foi só isto. 40 e tal minutos para isto: cenas que podiam ser contadas em pouco tempo foram esticadas ao máximo, como a dos irmãos Petrelli que vão ter com o Haitiano ou da casa da Daphne que, sem poderes, revelou-se paraplégica (ia dizer que era um semi-plágio de LOST, mas sinceramente já nem me preocupo). Mostrando mais um daqueles treinos instantâneos (a Claire e o pai com os pedaços de madeira) que só Heroes oferece aliada à tenebrosa insistência no Hiro com mentalidade de 10 anos, o episódio revelou a total secura de ideias que reina por ali.

3 potes de banha

 

House 5x09: Last Resort

Um pouco mais longo que o normal, o tão anunciado episódio explosivo de House foi bom, mas eu esperava muito mais. Situação de reféns é um cliché tão grande para operar grandes mudanças numa série; então em House torna-se um pouco estranho, até porque a mesma nunca precisou de recorrer a estes artifícios para provar o seu valor. Até agora, o que numa temporada tão irregular como esta tem sido, não é de estranhar (até imagino que o título do episódio está relacionado com o ponto de situação da série actualmente). Jason, depois de esperar muito tempo na sala de espera, decide sequestrar House, Treze e uns pacientes no gabinete de Cuddy para obter um diagnóstico que 16 médicos não lhe conseguiram dar. O que vale é que contar com um actor do calibre de Željko Ivanek dá sempre muito jeito e toda a situação do sequestro foi muito bem conduzida, isto até chegar à parte em que House, na demanda de obter uma resposta para o problema, decide devolver a arma a Jason depois de lhe fazer uma ressonância magnética. Aí o episódio desandou de vez, tornando tudo muito previsível, embora admita que foi mel ver a Treze ser torturada como cobaia (e estava na cara que aquela postura forte iria desabar na última "experiência"). No final, um episódio que prometia mudanças fortes acabou por dar em zero. Excepto se descontarmos que a Treze tem agora uma postura diferente em relação à morte. Mas como ela já nem devia estar na série (em chatice, só perde para os de Heroes), isto só quererá dizer que ela vai andar por aí muito mais tempo. Pobres de nós...

8 potes de banha

 

How I Met Your Mother 4x09: The Naked Man

Episódio muito divertido, por conter uma das coisas mais divertidas na série (na minha opinião): ver o Barney, que é cheio manhas hilariantes para engatar alguém, às voltas com um novo truque para o engate porque viu que ele é bem sucedido com outros. O truque em questão foi o "homem nú", que consiste num encontro normal só que, mais tarde, em casa de um deles, o homem despe-se por completo e, apanhando a mulher de surpresa, terá sexo (quase) de certeza. Barney e Ted não resistem e tentam usar o truque, enquanto Lilly goza com Marshall ao tentar fazer uma lista de 50 razões para ter sexo (Marshall é um sentimental e acha que a única razão é o amor) e Robin recorre ao "homem nú" original para provar que não dormiu com ele por causa do truque, mas sim porque está apaixonada. Divertidíssima a cena em que o "homem nú" diz a Robin que não a quer para nada porque ela é de outro campeonato. O final também foi impagável, com a lição que o truque funciona 2 em 3 vezes. Palpites sobre quem se lixou?

9 potes de banha

 

Prison Break 4x12: Selfless

Minha nossa, que episódio foi este?! Foi, sem dúvida, o melhor episódio de Prison Break desde há muito, muito tempo. A série tem oferecido episódios espectaculares recentemente, mas este aqui bateu todos os recordes de tensão e unhas roídas desde algum ponto da segunda temporada. O tal alarme com que o último episódio terminou estava previsto por Scofield que, assim, pôde capturar e chantagear o General quanto à sua fuga. Como? Sarah captura a sua assistente que, vimos a saber, é a sua filha. Gretchen e T-Bag lidam mal com a espera por Scofield e sequestram todo o andar da empresa GATE, uma situação que é resolvida por aquela secretária/agente do Self (que, no início do episódio, lá se desfizeram dos mafiosos que os tinham raptado). E quando acompanhamos toda a execução do plano sensacional de Michael e companhia, Gretchan e Theodore comseguem fugir, mas este último é capturado pela agente. Tenso do início ao fim, o episódio guardou o seu grande trunfo para os últimos minutos: com Scylla nas mãos de Self e o General arrasado, tudo encaminhava-se para um final de temporada antecipado, mas eis que Self se revela um traidor e quer vender Scylla para quem der mais. O que me levou ao mais sonoro "txiiii, e agora?" desde há muito tempo. É que eu pensava que o Self iria morrer e deixaria o grupo a descoberto. Quem diria que Prison Break ainda nos consegue surpreender após tanto tempo? Episódio magistral!

10 potes de banha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:36


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Braz/ a 30.11.2008 às 02:19

Olá Térinho :)
Vi o teu comentário relativamente ao prison break e não pude deixar de comentar.
Este é realmente o melhor episódio do PB desde há mt mt tempo! O PB tava a cair mt e eu já tava a perder a vontade de ver os episódios, mas este episódio...meu deus!!!é mt mt bom,
Mudando para o entourage...Nem quero querer que acabou mais esta season da série, que na minha opinião, é das melhores, senão a melhor, da tv nos dias de hoje. Vai custar mt esperar até setembro (s ñ m engano) para a voltar a ver.

Abraço

(tão e mundo do trabalho? ñ quer nada cntg?)
Imagem de perfil

De Antero a 01.12.2008 às 01:23

Quem diria que o pamonha do Self iria passar a perna a Scofield e companhia. "Prison Break" está bem e recomenda-se, mas tem de acabar esta temporada: já chega de esticar a história. E da maneira que andam as audiências da série, deverá mesmo ficar por aqui.

Quanto ao mundo do trabalho, deverei ter notícias por estes dias. Quer dizer, notícias tenho há muito, mas não quero antecipar-me... :p
Sem imagem de perfil

De rose a 30.11.2008 às 14:35

Realmente o episódio naked maaaaaan na minha opinião foi mesmo dos melhores, quem se lixou hahah eu sei.
Quanto a house és demasiado cruel c a thirteen :P
Imagem de perfil

De Antero a 01.12.2008 às 01:26

A Treze é irritante, é a pior de todos os novos assistentes que apareceram (até a defunta Amber, que nunca achei grande coisa, foi melhor aproveitada). "How I Met Your Mother" é muito bom (mas já andou melhor), porém quem governa mesmo na comédia é "Entourage". Imperdível!
Sem imagem de perfil

De rose a 01.12.2008 às 14:12

Eu diria 'The office' m cm n acompanho entourage fica sem discussão

Comentar post



Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D