Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Episódios da semana #2 (07/09 a 13/09)

por Antero, em 11.09.08

ALERTA DE SPOILER! Este post contém informações relevantes, pelo que é aconselhável que só leiam caso estejam a par da exibição norte-americana.

 

 

Entourage 5x01: Fantasy Island

Depois de um ano sem episódios inéditos, Entourage está de volta para a quinta temporada. Passaram 6 meses desde a desastrosa exibição de Medellin, o projecto pessoal de Vince e Eric, no festival de Cannes. Chacinado pelos críticos, o filme foi lançado directamente para o mercado de vídeo e Vince isolou-se no México com Drama. No entanto, Ari e Eric, que começa a tornar-se um agente a sério, recebem uma nova proposta que pode dar a Vince a última esperança. Boa estreia do quinto ano que promete muito: Vince terá agora de lutar por um regresso à ribalta, depois de ter caído em desgraça; Eric terá de dividir o seu tempo entre Vince e os novos clientes; Johnny Drama continua com as suas neuroses de estrela e Turtle continua o mesmo de sempre. E, claro, Jeremy Piven mais uma vez dá espectáculo como Ari. Só não gostei foi de como o regresso de Vince aos EUA foi tratado: muito apressado, podiam ter investido mais na discussão entre ele e Eric sobre o culpado do fracasso de Medellin e o provável afastamento entre os dois nesses 6 meses de interregno. De qualquer das formas, saúde-se o regresso desta excelente comédia.

7 potes de banha

 

Prison Break 4x03: Shut Down

Depois de estabelecer a premissa da temporada, Prison Break volta aos velhos tempos. Michael e os demais têm de encontrar não um, mas seis cartões que contêm dados incriminatórios sobre a Companhia. E se antes o objectivo era fugir de um espaço delimitado, agora há que invadir locais para atingir os seus intentos, o que não deixa de ser uma ironia da narrativa da série. Agora, é quase como uma caça ao tesouro, cheio de pistas e enigmas para resolver, em que cada um dá um palpite acertado e assim ninguém fica de fora (o que é, ao mesmo tempo, absurdo e divertido). O tal hacker é irritante até dizer chega, Bellick não está lá a fazer nada e Dominic Purcell é muito mau actor, mas a acção contínua e a tensão sempre alta garantem bons momentos. E é bom ver Scofield começar a perder o controlo, afinal a sua postura sempre calma chegava a incomodar. Só não percebi uma coisa: para quê o encontro dos 6 portadores dos cartões no final do episódio se Scofield já está na posse de um deles? Bem, mas estes pecadilhos em Prison Break já são mais do que normais.

7 potes de banha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Samuel a 11.09.2008 às 11:48

Esperamos que o Prison chegue aos níveis de outros tempos se bem que estou a gostar do que já vi.
Começo a achar, no entanto, que muitas situações deviam ser melhor planeadas e não inseridas assim sem mais nem menos. Por exemplo: quando o Michael e o "hacker" estavam presos na sala dos servidores, o Lincoln consegue ir a um carro de bombeiros, tirar uma machada, entrar lá dentro sem mais nem menos? Tudo bem que estava tudo a sair de lá, mas algum bombeiro teria visto. Houve mais um ou outro pormenor que me fizeram rir devido à facilidade com que entraram na história...

Mas já agora Antero, não percebo a tua última pergunta:
para quê o encontro dos 6 portadores dos cartões no final do episódio se Scofield já está na posse de um deles?
Eu também não sei quais as implicações do encontro, mas o Scofield só ficou com uma copia dos dados que estavam no cartão, não ficou com o cartão em si. Portanto para os "6", tudo está a ir de acordo com os planos deles.

Boas séries, um abraço.
Imagem de perfil

De Antero a 11.09.2008 às 14:11

Ah, então está certo! Não me lembrei que ele tinha feito uma cópia. Sendo assim, enganei-me. Essa cena do machado é uma entre muitas em "Prison Break". Há que dar o devido desconto, porque o que interessa na série é a acção constante e os momentos de tensão e, como não podia deixar de ser, há ali muita coisa metida a martelo só para manter a narrativa em movimento. Como por exemplo, quando eles estão a resolver as pistas, ao melhor estilo de "O Código Da Vinci".

Comentar post



Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D