Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vou fazer-me à estrada

por Antero, em 05.08.08

Literalmente.

 

Esperam-me mais de 8 horas de viagem de autocarro (o horror! o horror!) até chegar à Meca portuguesa, aquele local tão pouco português, mas que consegue ser um dos nossos maiores embaixadores: o Algarve! Mais precisamente para Lagos (sim, foi para aqueles lados que a miúda desapareceu) passar uns dias de sol, praia, noite e muita diversão. Por isso, é provável que o blog não dê sinal de vida nos próximos dias, embora conste que a vizinha do lado não conheça o termo "protecção de redes sem fios", pelo que acesso à Internet não será problema. Volto a casa no final da próxima semana.

 

Mas antes da bonança, vem a tempestade.

 

Amanhã terei de me deslocar a Aveiro para tratar do meu certificado de habilitações. Fiz o pedido pela Internet há mais de mês, mas uma amiga minha falou-me que eles andam a perder requerimentos, quer em papel quer feitos online. E depois não mexem uma palha para acelarar o processo de requisição, porque muita gente precisa dele o mais rápido possível. Até estava para telefonar a clarificar a situação, mas depois dessa minha amiga levar 3 horas até lhe atenderem o telefone, acho que prefiro tratar disto cara a cara. Ao menos, vejo a cara da pessoa com a qual reclamo, discuto e esbracejo (não seria a primeira vez).

 

Por outro lado, até que será divertido avaliar e ver qual a pior: uma viagem de 8 horas de autocarro ou umas belas e longas horas passadas nos Serviços Académicos?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40



Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D