Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fringe: a ilha do Dr. Jones

por Antero, em 03.04.12

ALERTA DE SPOILER! Este post contém informações relevantes, pelo que é aconselhável que só leiam caso estejam a par da exibição norte-americana.

 

 

Fringe 4x16: Nothing As It Seems

Em The Transformation, 13º episódio da primeira temporada, a Divisão Fringe lidava com um vírus que transformava humanos em criaturas animalescas. Três anos depois, o mesmo caso volta à baila, mas com contornos ligeiramente diferentes: a mesma pessoa que se mutava num porco-espinho gigante durante um voo consegue aterrar em segurança para depois ser morto pelas autoridades. No universo repaginado da atual temporada, Peter e Olivia usam as suas lembranças do caso anterior (ela a meio-gás) para iniciar investigação e, no processo, descobrem que é David Robert Jones que está por detrás das aberrações – e vários são os experimentos mantidos em cativeiro pelo vilão com um propósito ainda por esclarecer.

 

No início, Fringe era composta por casos isolados sem grande paralelo com a história principal; tudo o que sabíamos era que a equipa era designada a desvendar casos que iam além da compreensão humano e estes estariam conectados a algo obscuro denominado de Padrão. Depois vieram as realidades paralelas, as versões alternativas, o passado de Walter, o cortexiphan e o Padrão foi esquecido, deixado para trás como a rampa de lançamento da mitologia da série. Pois agora esse conceito é resgatado e é-lhe dado o seguimento que antes era impossível: se Jones sempre esteve ao leme de toda esta conspiração, a sua morte no final do primeiro ano da série acabou com os seus planos.

 

Curioso que Fringe use esta "nova" realidade para abrir novas possibilidades sobre algo que achávamos satisfatoriamente resolvido: já foi dito que Jones sofre de complexo de Deus e nada como saltar entre universos e misturar o ADN de humanos e animais (tal como o Dr. Moreau da obra de H. G. Wells) para denotar esta característica. Se Peter não tivesse sido apagado e Jones tivesse morrido, não saberíamos nada disto e jamais perceberíamos a ligação. Como todos os grandes vilões, Jones tem um intelecto só equiparável a Walter, um dos nossos heróis.

 

No mais, perceberam como a dinâmica do laboratório parece estar a voltar ao que era antes de Peter ter desaparecido? Walter mais solto, Peter a emocionar-se com o pai, Astrid a ser alvo de novas alcunhas? Será que, aos poucos, também eles poderão lembrar-se do que era e do que fizeram anteriormente? Claro que a peça que não se encaixa é Lincoln, magoado por se ter deixado encantar por uma Olivia que não lhe estava destinada. E por falar nela, compreendem-se as dúvidas do FBI, mas, como Broyles bem apontou, mais vale uma Olivia a perder as suas memórias do que não ter uma Olivia de todo. E o desconforto na presença de Nina Sharp? Ui, ui...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47



Banha de Cobra

Alvará

Antero Eduardo Monteiro. 30 anos. Residente em Espinho, Aveiro, Portugal, Europa, Terra, Sistema Solar, Via Láctea. De momento está desempregado, mas já trabalhou como Técnico de Multimédia (seja lá o que isso for...) fazendo uso do grau de licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro. Gosta de cinema, séries, comics, dormir, de chatear os outros e de ser pouco chateado. O presente estaminé serve para falar de tudo e de mais alguma coisa. Insultos positivos são bem-vindos. E, desde já, obrigado pela visita e volte sempre!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Armazém

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D